domingo, 6 de novembro de 2011

Pérolas: Filhos, noivas, princesas... e os receios de uma filha única!

Hoje a piolha saiu-se com esta: "Mamã, tu já casaste uma vez com o papá por isso não precisas de casar outra vez com ele para teres outro filho porque já me tens a mim!"
Fartei-me de rir pois claro!! Lá lhe expliquei que as pessoas não precisam de se casar cada vez que querem ter mais um filho. Casam uma vez e podem optar por ter um, dois ou dez filhos, e há quem opte por não ter nenhum. Cada um sabe de si, lá está.
Ainda pensei em explicar-lhe que não é preciso casar para ter filhos ou que há quem case muitas vezes e há os que nunca chegam a casar!... mas calei-me, achei que era melhor a explicação ficar-se por ali porque isto dá pano para mangas e é demais para a sua cabecinha.
Adora ver as fotos do nosso casamento, fica deslumbrada com o meu vestido e pergunta-me "mas porque é que tu não vestes o vestido mais vezes? é tão bonito mamã, pareces uma princesa!". Não é nada que eu não tenha vontade pois o dia do casamento passou tão rápido que se fosse hoje ia fazer um daqueles casamentos à moda cigana para andar uma semana vestida de noiva eh eh eh!!... uma pessoa passa meses numa ansiedade tremenda e depois o dia do casamento passa a voar e uma mulher nem tem tempo para se gozar do vestido como deve ser!!... mas é assim. Agora lá está ele numa caixa guardado na arrecadação... já lá vão quase 9 anos! :-) ... mais 5 de namoro... temos portanto 14 anos de união, uma vida!! :-))

Mas as meninas são assim e a minha Boneca não é excepção. Delira com o mundo das noivas e princesas e pensa que as pessoas quando casam têm um filho assim por magia! Bem, pelo menos já está mais perto da realidade porque há um ano atrás pensava que os bebés se compravam nos supermercados!!... santa inocência :-))
E já sei que daqui a uns meses vai surgir a pergunta "como se fazem os bebés??! :-)).... a seu tempo ela chegará :-)))
A piolha não quer ter irmãos, nem quer ouvir falar no assunto. Até se irrita quando lhe fazem essa pergunta! Aliás, tudo o que possa roubar a atenção da mamã é um alvo a abater. Ela não quer dividir a mamã com mais ninguém... ainda hoje tem dificuldade em perceber que a mamã também tem que dar atenção ao papá ou atender o telefone ou falar com outras pessoas que encontra na rua... por vezes dá comigo em DOIDA com tanto ciúme e possessão.

Diz que quer casar comigo com um vestido de noiva muito lindo!.... enfim, santa inocência... e que quando for grande quer ser igual a mim!...eu fico toda babada, como é óbvio mas explico-lhe que as mães não casam com as filhas e que ela é igual a si própria. É natural que seja parecida comigo (aliás, actualmente em termos de personalidade é uma cópia fiel de mim e fisicamente também, com excepção da cara que é toda pai)... mas quero que ela perceba que cada pessoa é como é e é bom e saudável que assim seja. A individualidade é algo de extraordinário.
Mas fico feliz por sentir que me tem em tão grande estima e como modelo a seguir pois sei que sou boa pessoa... aliás, os filhos dão-nos aquilo que recebem. Eu dou-lhe o melhor (e não me estou a referir a coisas materiais) por isso é perfeitamente natural que ela tenha por mim tanta estima, tanto apego. Retribui-me da mesma forma, com o mesmo carinho, com a mesma doçura, com o mesmo respeito e admiração.

Só espero que quando crescer tenha um coração menos mole que o meu, que seja menos humana por assim dizer, porque nos dias que correm é algo que me tem trazido alguns dissabores e desilusões... não suporto injustiças, falsidade, mentira, ingratidão...
Mas em relação à chegada de um mano, eu e o papá já lhe dissémos que pode estar descansada porque não pensamos ter mais filhos.
Ela será certamente filha única com tudo de bom e menos bom que isso possa ter.
Engravidar pela terceira vez não está nos meus planos. Estamos muito bem assim, muito bem mesmo :-)

Sem comentários:

Enviar um comentário