terça-feira, 8 de novembro de 2011

O Grito de Guerra da Mãe Tigre

Este também está na minha lista de espera: "O Grito de Guerra da Mãe Tigre" de Amy Chua, um dos livros mais polémicos e controversos da actualidade. O perfeccionismo de uma mãe levado ao extremo de uma forma dura e por vezes absolutamente cruel. Talvez um exemplo de loucura... porque a perfeição tem tanto de subjectiva como de inexistente. A educação ocidental versus a educação oriental... de um lado a permissividade e do outro a dureza e exigência doentias. Tenho que ler. O pior é arranjar tempo pois são tantas as coisas que gostava de ler e pesquisar ...


Sinopse:

"O Grito de Guerra da Mãe Tigre é a confissão de Amy Chua, filha de pais chineses e brilhante professora de direito na Universidade de Yale. A autora decidiu educar as filhas tal como tinha sido educada: com um grau de exigência absolutamente maníaco. Obrigou a mais velha a estudar piano, a mais nova a estudar violino. Quatro horas por dia e o dobro aos fins de semana. Proibiu a TV, os jogos de computador, as dormidas fora de casa, as peças da escola. E impôs que tivessem nota máxima em todas as disciplinas. Sophie cumpriu. O Grito de Guerra da Mãe Tigre é a história de um sucesso e a história de um fracasso. Narrado com uma honestidade arrepiante, com uma crueldade que choca, é pontuado por um humor que surpreende a cada página. Best-seller em todos os países onde foi traduzido, o livro obriga o leitor a repensar o papel que os pais desempenham na vida dos filhos."

Sem comentários:

Enviar um comentário