domingo, 11 de dezembro de 2011

Pinóquio no Politeama ;-)

Hoje de manhã fomos os três até ao Politeama. Fomos ver o PINÓQUIO, o mais recente musical do encenador Filipe La Féria. A peça é da autoria de Carlo Collodi e posso dizer-vos que vale mesmo a pena! São 60 minutos de puro encanto :-)
Aliás, a sala do Politeama já é mágica por natureza e quando vamos assistir a uma peça deste género a magia é a dobrar! Mas eu sou suspeita porque sou fã de tudo o que diverte as crianças. O meu coração vibra com os universos encantados, com a inocência do olhar, com as suas carinhas deslumbradas e felizes. ADORO, ADORO estar no meio da criançada!


E a minha Rafaela portou-se lindamente! Assistiu à peça sentadinha no meu colo e vez ziliões de perguntas. Perguntas próprias de uma cabecinha prestes a fazer quatro anos. Perguntas próprias de uma criança hiper curiosa que quer saber tudo e mais alguma coisa. A curiosidade dela chega a ser massacrante porque chega a um ponto em que uma pessoa já está cansada de tanta explicação... mas ela arranja sempre mais uma dúvida, mais um porquê... buff... não é fácil...

O pior foi no final porque meteu naquela cabeça teimosa que tinha que ir fazer uma festinha à Fada Azul!! Ficou deslumbrada com a actriz que fazia de Fada. Uma Fada maravilhosa, cheia de brilhos e estrelinhas. Chamou por ela durante a peça mas é óbvio que a Fada não ouvia a voz da piolha entre tanta música e diálogos :-)

Então, no final, lá fui eu pedir que deixassem a piolha entar nos bastidores para dar um beijinho à Fada :-)))... ai ai... as coisas que uma mãe faz por uma filha! as figuras que eu faço!! só eu sei!! eh eh eh!!!

A primeria resposta foi NÃO porque o público não pode entrar nos bastidores. Mas a Rafaela quando mete uma coisa naquela cabecinha, não há quem a demova!!... e a verdade é que a senhora não conseguiu resistir à sua doce inocência, às suas deliciosas perguntas sobre a Fada Azul. Agarrou-lhe na mãozinha e levou-a lá para dentro! Eu fui atrás, enquanto o papá ficou lá fora à nossa espera.

Mas a Fada já se tinha ido embora. Já se tinha despido para ir almoçar porque em breve tinha que estar pronta para entrar em palco para mais um espectáculo.

Enfim... agradecemos toda a atenção e simpatia e lá seguimos o nosso caminho.

A Rafaela veio lavada em lágrimas, até porque o sono e o cansaço já a estavam a atacar!! A piolha quando começa a ficar rabugenta é absolutamente intratável!

Mas o destino quis que a Rafaela conhecesse a Fada Azul. Quando saímos do Politeama, olhei para um dos cafés e dei de caras com uma bonita rapariga de cara pintada. Era a FADA!!!!

Fomos ter com ela! Estava na companhia da colega Raposa :-) E a Rafaela lá lhe fez a festinha que tanto desejava, e lá lhe deu um beijinho e lá a encheu de mil e uma perguntas! A tagarelice da minha filha é impressionante... se uma pessoa lhe dá trela está tramada porque ela já não despega!

"Porque é que tu não me respondeste Fada? Eu chamei tanto por ti!", dizia ela. E a Fada lá lhe explicou que no palco não se ouvia porque estava muita música.

Enfim. Valeu mesmo a pena! E quando se despediram a Fada tirou umas estrelinhas da cara e colou-as na cara e nas mãos da Rafaela que ficou maravilhada com todas aquelas purpurinas ;-)

Ser criança é MA-RA-VI-LHO-SO! Não há dúvida ;-)

Sem comentários:

Enviar um comentário