quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

A ervilha em fuga :-)

Hoje ao jantar, uma ervilha caiu do meu prato para cima da toalha. Apanhei-a e comi-a.

A Rafaela observou-me muito atentamente e saiu-se com esta "Muito bem mamã, não se pode deitar comida fora. Há muitos meninos pobrezinhos que não têm nada para comer e nós não podemos deitar nada fora porque também podemos ficar pobrezinhos e sem nada para comer e depois temos que ir ao restaurante porque nos restaurantes há sempre comida".

Eu e o papá desatámos a rir!! A forma responsável, séria e sentida com que ela proferiu estas palavras foi deliciosa!

Ela sabe que aqui em casa não há desperdícios. Todos os dias faço questão de lhe explicar que não se deita comida fora nem se brinca com ela. Temos que estimar tudo o que temos porque nunca sabemos o dia de amanhã. Hoje vivemos bem, amanhã podemos não ter nada. Basta uma catástrofe natural e até os mais afortunados ficam sem casas, carros e afins. Detesto a falta de humildade porque ninguém está livre de passar por uma desgraça. Estimar, poupar, economizar, reciclar, sempre foram palavras de ordem aqui em casa. 

Mas achei um piadão à ideia de que se ficarmos pobrezinhos, sem nada para comer, teríamos que ir ao restaurante porque lá há sempre comida!!! Lá lhe expliquei que quem não tem nada para comer nem pode ir ao restaurante porque para ir ao restaurante tem que se ter dinheiro para pagar a comida que se come.

Ela olhou para mim e exclamou "Ahhh pois!"

E eu então que estou cada vez mais caseira! mais caseira e mais esquisita! SIM, as minhas idas aos restaurantes contam-se pelos dedos! As poucas vezes que vou fico sempre a pensar no dinheiro que lá deixei. Aqui em casa é que se come bem ;-)) 

1 comentário:

  1. A Luzinha sai-se com cada uma! que gira! já tenho saudades da minha quando tinha essa idade. fazem com cada conversa :)

    ResponderEliminar