terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Mudam-se os tempos...


Das duas uma. Ou eu estou cada vez mais esquisita ou a fruta hoje em dia não vale nada!


Sempre fui uma pessoa esquisita, é verdade, exigente, melhor dizendo... mas a qualidade de certos alimentos tem-se vindo a perder, é um facto.

A fruta já não tem o cheiro nem o sabor de antigamente. Não tem. É uma pena. E não estou a falar de há 50 anos atrás porque ainda não sou um fóssil. Basta recuar 15 ou 20 anos, é o suficiente.

Ainda me lembro da minha mãe comprar maçãs, melão ou laranjas e sentir aquele cheiro delicioso a pairar pela cozinha. Cheirava a fruta, apetecia trincar de imediato.

Hoje em dia, a maior parte da fruta, não cheira nem sabe a nada. Uma pessoa dá um euro e tal por um quilo de pêras e quando as vai comer só tem vontade de as espetar no lixo. Mas o que é que fazem à fruta??? Congelam-na e depois vendem-na?? Comprei um quilo de pêras rocha e as ditas nunca chegaram a amadurecer. Ali estão na fruteira, duras que nem pedras, e quando as descasco verifico que estão castanhas por dentro, parece que estão cozidas ou sei lá! 

Fico a praguejar, pois fico. Hoje ao jantar foi assim. O papá e a Rafaela olhavam para mim enquanto eu dizia cobras e lagartos ao descascar a minha sobremesa. Que vergonha de pêras
A Rafaela dizia "pronto mamãzinha, não te irritas mais! já estás a ficar com o nariz vermelho!".

Mas detesto gastar dinheiro e trazer lixo para casa. A sério. 

Tanto que eu gosto de dióspiros e no ano passado só comi três ou quatro como deve ser porque na maior parte dos supermercados e frutarias resolveram colocar à venda dióspiros verdes que mais se assemelhavam a maçãs. Não sei se é para pouparem no transporte e acondicionamento (porque os dióspiros maduros requerem cuidados extra) mas a verdade é que um dióspiro como deve ser tem que estar bem maduro. Também apanhei alguns castanhos por dentro com ar de quem já esteve congelado até chegar ao destino. IRRA! só porcaria :-(  

Acho que vou começar a comprar fruta nos supermercados biológicos. Já lá compro muita coisa e cheira-me que a fruta vai começar a fazer parte do cesto das compras. Dispenso maçãs envernizadas e tamanho XXL que não cheiram nem sabem a nada! dispenso pêras deslumbrantes por fora e cozidas por dentro que mais parecem um bocado de cortiça.

Nos supermercados biológicos a fruta tem aquele aspecto miúdo e feio mas vale a pena. A fruta e tudo o resto. Sou adepta dos produtos biológicos. São caros (ainda mais caros!) mas valem a pena. 

Ou então vou optar por comer aquelas boiões de fruta dos bebés porque esses pelo menos são feitos de fruta selecionada e contêm apenas frutose. Um boião destes contém mais nutrientes que um quilo de pêras nojentas e encortiçadas! 

A sorte é que os avós trouxeram uma saca de laranjas e tangerinas lá do monte. Essas pelo menos são divinais e ainda conseguem ter o cheio de antigamente.

Mas muita porcaria se vende hoje... é verdade... e ainda por cima com preços escandalosos :-(

Sem comentários:

Enviar um comentário