quinta-feira, 29 de março de 2012

E foi um bom dia

Hoje foi definitivamente um bom dia. FELIZMENTE!!! porque já bastou a pilha de nervos que apanhei ontem. De manhã enviei a maldita declaração amigável para a seguradora e em seguida desliguei o cérebro. Ainda me passou pela cabeça ir pessoalmente entregar a papelada mas depois pensei "Mas tu estás doida Paulinha?? vais-te enfiar no transito caótico de Sete Rios para entregares os papeis em mão?? vais perder a tua manhã enfiada no transito e no meio daquela balburdia? queres cair para o lado mulher? queres ter um colapso nervoso? deixa mas é de ser tonta e envie o raio da declaração pelos CTT!!"

E assim foi, a minha consciência falou mais alto e eu fiz o que ela mandou. Só espero que o raio da declaração não se extravie algures... mas enviei em correio registado e ainda tirei duas fotocópias just in case... opá, que se lixe, a sério! Prometi que ia ter um dia sossegado para descansar e para por os neurónios no lugar e assim foi. Tenho que pensar em mim porque isto de esticar a corda não é bom! todos temos os nossos limites e cada um de nós deve saber quando deve parar. Temos que ouvir o que o nosso corpo e a nossa cabeça nos dizem sob pena de cairmos para o lado com um ataque de nervos. Sou uma perfecionista dos diabos mas tenho que ser um bocado mais "deixa andar", caso contrário não chego aos 100 anos como tanto gostaria. Mas hoje foi um dia simpático. À tarde fomos cantar os parabéns ao primo Tiago e por lá ficámos no belo lanche ajantarado em que até o Sporting brindou o aniversariante com uma vitória. Pelo menos ganharam porque jogos de futebol em dia de anos é coisa que não combina! pois... eu detesto futebol... não posso com aquilo. A Rafaela encheu a barriga de brincadeira e comidinha saborosa e às 22h30, depois da chamar quinhentas vezes, lá resolveu começar a despedir-se do pessoal para virmos embora. E foi uma bela tarde, foi sim senhora. Uma tarde de convívio que me soube muito bem. Só faltou o papá... mas está quase, amanhã pela noitinha já cá o temos. O bolo de aniversário era da Doçuras da Patty e estava lindo e delicioso ;-)



E estes simpáticos chupa chupas? Também são da Doçuras da Patty e fizeram as delicias dos mais pequenos. A Rafaela ficou muito indecisa entre a borboleta e o coração branquinho. Queria ficar com os dois mas aqui a mamã só a autorizou a comer um. Não se pode ter mais olhos que barriga! Se uma pessoa não põe travão as crianças encharcam-se em açúcar. Não me importo de ser a má e a chata da fita mas tem que ser! Pode-se comer de tudo mas com moderação, nada de disparates. E essa história de que é dia de festa para mim não serve porque é rara a semana em que a piolha não tem festas de aniversário. Ahhh pois... familiares, amigos, colegas, vizinhos.... eu sei lá! só sei que nunca fui a tantas festas na vida!... e depois de muito pensar lá optou pelo coração :-)



Sem comentários:

Enviar um comentário