quinta-feira, 22 de março de 2012

O gato da vizinha


Este ano sou administradora do condomínio e ontem a vizinha convidou-me para dar um saltinho à sua casa para efectuar o pagamento. De manhã não tive tempo de lá passar por isso tive que ir da parte da tarde com a minha Rafaela atrás. Arrependi-me, e de que maneira! Então não é que a vizinha tem um gato??? A minha filha, tal como quase todas as crianças, é doida por animais. Se eu fosse na conversa tínhamos uma espécie de mini Zoo aqui em casa. Mas não pode ser. Já temos dois periquitos e já chega! Dois periquitos malucos que fazem uma barulheira terrível durante todo o dia.... bufff, nem sei quem é que "fala" mais, se os pássaros se a minha filha! 

Pois é, mas foi dramático porque a Rafaela não se queria vir embora. O gato é daqueles super mansinhos e ficou rendido aos carinhos da piolha. Parecia uma espécie de peluche com vida. Uma delícia, portanto.

Depois da chamar cinquenta vezes, lá consegui que ela largasse o gato. Mas foi um drama. Chegou a casa num pranto e com um ar de vítima de meter dó. "Eu também queria ter um gatinho! ele era tão meiguinho mamã, até me lambeu as mãozinhas! Ninguém me compra um gato! Todos têm um gato menos eu! A minha mamã e o meu papá não me compram um gato! Vamos à loja dos bichos mamã? tu compras-me um gatinho?".

Enfim.... já lhe disse que NÃO umas centenas de vezes e já lhe expliquei porque razão não quero gatos em casa. Era o que me faltava!! Ela e um gato, devia ser uma coisa jeitosa. Davam comigo em doida em três tempos!

Para além disso, estou farta de lhe explicar que não podemos ter tudo o que os outros têm. A vizinha tem um gato, nós temos periquitos. A vida é assim, o dinheiro não dá para tudo e não é possível ter-se todos os brinquedos, todas as roupas, todos os animais do mundo na nossa casa!

Então ela olha para mim e pergunta: "Mamãzinha, então compras-me um gato quando fores rica?"

Desatei a rir, pois claro! :-))

E hoje de manhã, mal abriu os olhos, começou a falar no bicho outra vez. "Ohhhh Rafaela, por amor da Santa! não me venhas com a história do gato logo de manhã!".

Sem comentários:

Enviar um comentário