quarta-feira, 14 de março de 2012

O maridão ;-)


A minha filha está cada vez mais tagarela. Fala pelos cotovelos, fala, fala, fala... é uma coisa impressionante.

Há dias em que chego à noite com a cabeça em água, é verdade, porque ela passa o dia inteiro a falar e a chamar-me de dois em dois segundos. Talvez a culpada seja eu porque dou-lhe demasiada atenção. Habituei-a à minha presença constante e agora estou tramada!! Quer-me sempre ao pé dela! Nem sou livre de ir à casa de banho descansada porque ela vai buscar um banco e senta-se ao pé de mim a tagarelar. Mas ao mesmo tempo isto é para mim motivo de orgulho porque a nossa cumplicidade é maravilhosa! há-de chegar o tempo em que ela me vai querer ver pelas costas... pois... é comum na adolescência, essa fase parva porque todos nós passamos.

É verdade que o meu cérebro, depois de tanta conversa, chega a um ponto em que deixa de trabalhar mas nesses momentos tenho um botão que me avisa que o melhor é aproveitar esta fase deliciosa em que ela é uma gatinha fofinha. Uma gatinha que adora mimos, uma gatinha que adora a sua mamã, uma gatinha marota e muuuuuuito curiosa. Fala todo o santo dia e está cada vez mais cusca! Não lhe escapa nada, as perguntas são uma constante.

Ontem, saiu-se com esta:

Rafaela: "Mamã, o papá é o teu marido mas porque é que tu lhe chamas maridão????"

Eu: "Maridos há muitos Rafaela mas maridões há poucos! Eu chamo-lhe maridão porque ele é um super marido. Tu és o meu amor pequenino e ele é o meu amor grande. É o meu maridão, adoro-o"

Ela olhou para mim, abraçou-me e sorriu. Aquele sorriso de Boneca que me faz passar para outra dimensão.

My love, my light, my life.

Sem comentários:

Enviar um comentário