segunda-feira, 30 de abril de 2012

Aprendemos muito com os nossos filhos

Ontem à noite passei os olhos pela Activa e gostei particularmente do artigo "O que aprendi com a minha filha" no qual mães de diferentes faixas etárias falam sobre o que têm aprendido com as suas filhas... SIM, porque nós também aprendemos com os nossos filhotes! e MUITO! 

Por isso mesmo, dei por mim sentada no sofá a pensar em tudo aquilo que mudou desde que sou mãe. Passei a ver a vida de outra forma e a minha lista de prioridades alterou-se por completo. A quantidade de coisas que eu tenho aprendido com a minha bicharoca fofinha!

- Passei a preocupar-me e a dar importância apenas ao que realmente é importante;
- Conheci uma nova espécie de amor... um amor incondicional que tem tanto de belo como de assustador porque no preciso momento em que a coloquei no mundo percebi que jamais poderei viver sem ela... é um amor que chega a doer de tão forte que é;
- Passei a ter ainda mais cuidado com tudo o que digo e com tudo o que faço pois sei que sou um modelo para a minha filha;
- Passei a ter uma paciência infinita para ela e muito pouca para tudo o resto;
- Percebi que afinal a minha mãe não era chata porque ser chata significa amar e cuidar... e agora a chata sou eu!
- Aprendi a encontrar forças inesgotáveis sobretudo nos primeiros meses em que o sono e o cansaço eram uma constante. SIM, porque ser mãe sem qualquer tipo de ajuda por perto é muito complicado. Avós maternos muito longe e avós paternos sem saúde, não é fácil! eu e a Rafaela passámos a ser pele com pele e para onde vai uma vai a outra. Supermercado, cabeleireiro, compras, eventos, almoços, jantares, tudo SEMPRE com a pequena cria atrás. Parecemos uma família de ciganos! andamos sempre juntos... e quando não pode ir vou sozinha e ela fica com o papá. Somos o verdadeiro trio maravilha!!
- Aprendi a controlar os meus medos para não a assustar;
- Passei a amar ainda mais a vida e a temer ainda mais a morte... tenho pavor de morrer e de não a ver crescer... mas isto só digo aos meus botões... é um medo comum a todas as mães;
- A morte e a doença passaram a ser os meus únicos monstros porque são as únicas coisas para as quais não há solução... tudo o resto é relativo.
- Passei a preocupar-me mais com o presente do que com o futuro e deixei de fazer planos a longo prazo porque não vale a pena. O passado já se foi e o futuro está para vir, por isso mesmo, o importante é viver o aqui e o agora porque é a única coisa que realmente temos;
- Passei a ser ainda mais espiritualista do que já era... o mundo material dá algum prazer mas não trás a felicidade pura;
- Passei a odiar aqueles montes de gomas e chupa chupas que estão junto das caixas registadoras dos supermercados!!!
- Aprendi que também se pode andar de vestido de alças e óculos de sol em pleno inverno dentro de casa porque o verão é quando nós queremos!
- Descobri que nunca se deve criticar ninguém porque mais tarde ou mais cedo damos por nós a fazer o mesmo!! sempre critiquei as mães que gritam e agora percebi que também tenho uma varina dentro de mim porque dou por mim a levantar o tom de voz para me fazer ouvir... sim, porque a minha filhota é um doce de menina mas é tão teimosa... é capaz de me enlouquecer como ninguém!! :-)

E era capaz de passar aqui o dia inteiro a escrever mas sempre com a certeza que ser MÃE é mesmo a melhor coisa do mundo ;-)


1 comentário:

  1. Subscrevo e fartei-me de rir com a observação das gomas e dos chupa chupas! mas é verdade, é um desespero nas filas dos supermercados. E eu com três reguilas atrás é para enlouquecer mesmo.
    Francisca, mãe do Francisco, do Filipe e do Fernando.

    ResponderEliminar