quinta-feira, 19 de abril de 2012

Made in Portugal: Terços da Lupinha


Hoje é quinta feira, é dia de Made in Portugal aqui no meu cantinho cor de rosa. A convidada de hoje é Filipa Nuncio, mentora e responsável da conhecida marca Terços da Lupinha.

Olá Filipa, é um prazer tê-la aqui no AngelLuzinha. Vamos lá recuar no tempo e saber como e quando surgiu a marca Terços da Lupinha.

A marca surgiu há cerca de 6 anos, quando eu e a minha família viemos viver para Lisboa. Somos de Santarém e, por razões profissionais, tivemos que rumar para a capital. Tenho uma filha de 21 anos que se chama Guadalupe, é uma rapariga muito católica e na época começou a fazer terços para oferecer às amigas como presente de crisma. E eu tenho o vício da bijutaria desde pequena. Quando tinha 15 anos passava as férias a fazer coisas para vender na praia. Quando vi as peças da minha filha, comecei a comprar bolinhas (sempre que via algumas giras) e comecei a gastar pequenas fortunas por mês. Comecei a fazer e as peças começaram a ficar lindíssimas. 

Porque é que resolveu batizar a marca com o nome Terços da Lupinha?

Tendo uma Lupinha (Guadalupe) em casa que gosta de terços, nada como homenagear a minha filha dando o nome à marca.

Como é que um hobby se transformou numa marca?

Lembrei-me de colocar as peças à venda numa loja para ver o que é que dava. Foi um sucesso enorme e comecei a ter encomendas de todo o lado e de outras lojas. Como na época era um hobby, tinha tempo para inventar muitas coisas e todas elas tinham imenso sucesso. Acabei por abrir a página no Facebook e nunca pensei que pudesse agradar a tantas pessoas! Também tenho um blogue mas confesso que não gosto de "blogar". O contacto no facebook é muito directo e mais emocional. O hobby passou assim a assunto mais sério e registei a marca. Actualmente a marca dá nome a uma mini empresa, que não tendo empregados, recorre muitas vezes a prestadores de serviços, pois não chegamos para as encomendas.

Como é que promove a marca?

Juntei um grupo de amigas e começámos a organizar eventos no Hotel Altis Belém (em Lisboa). Os Eventos Friends são, desde a primeira edição, um showroom de grande sucesso com cerca de 20 marcas presentes. O próximo é já no dia 28 desde mês.

Qual é a chave do vosso crescente sucesso?

Apesar de algumas dificuldades com a concorrência, primamos por escolher fornecedores exemplares que vão ao encontro da nossa expectativa de tentar ter coisas diferentes, que não se encontram em todas as esquinas. Os nossos fornecedores são parte da alma do negócio.

E qual é a vossa vantagem competitiva?

Temos a grande vantagem de fazer peças muito personalizadas e isso é o que agrada aos nossos clientes. Por vezes imaginam peças, nós fazemos a seu gosto e por fim exclamam "está muito mais giro do que imaginei!". Sempre que esta canção soa aos nossos ouvidos, ficamos com vontade de fazer mais peças.

Quais as dificuldades que sentem actualmente?

Neste momento a dificuldade em criar é enorme, o volume de peças que já estão criadas é grande e a produção não dá muito espaço à imaginação. Por vezes temos que dizer que não aceitamos encomendas durante um certo espaço de tempo para podermos estudar peças novas porque sem novidades qualquer marca acaba por morrer.

Pensa abrir uma loja ou continuar a apostar apenas na venda online?

Para já abrir uma loja está fora dos meus planos. As vendas online e nas pequenas feiras são o nosso alvo. Pensamos em ampliar o atelier que já se torna pequeno.

A sua filha continua a dar ideias e a participar na produção?

Neste momento a Guadalupe já se espanta com as novidades e participa no projeto fazendo algumas exposições, pois por vezes temos que estar fisicamente em dois sítios no mesmo dia, principalmente na época do Natal. Mas ela própria percebe que o público que nos conhece gosta que eu esteja presente pessoalmente, já que em termos de encomendas personalizadas, ela não sabe o que conseguimos ou não fazer. Para além disso, como está a acabar o curso de Direito, não tem muito tempo disponível mas vai ajudando na medida do possível.

Qual foi até hoje a sua peça mais vendida?

A peça mais vendida é sem dúvida o terço, seguindo-se os anjos de madeira para batizados e comunhões que as pessoas encomendam como oferta aos convidados em quantidades bastante grandes.
Os nossos terços são muito elogiados porque há imensas pessoas a fazer terços mas os nossos possuem uma mistura de cores e pormenores que os tornam únicos. As lojas que vendem os nossos terços dizem que muitas vezes as pessoas entram e perguntam "estes terços são da Lupinha? é que só quero se forem mesmo dela!".

As pessoas procuram a Terços da Lupinha para adquirirem lembranças para batizados, comunhão, crisma ou também para outro tipo de ocasiões?

Neste momento as pessoas procuram a nossa marca para todas as ocasiões. No Natal, para presentes, temos clientes que fazem lista para toda a família. Aniversários, nascimentos, dia da Mãe, etc. Temos pessoas que nos dizem "Filipa, a minha filha faz anos e faz uma festa só para meninas, tenho um orçamento X, faça-me um colar para cada, fica a seu gosto!". Nunca tivemos reclamações. A nossa lacuna são as peças para homem e rapaz, pois tirando as ocasiões religiosas, não temos peças para eles. É difícil criar algo que agrade aos homens e meninos, mas estamos a trabalhar nisso.

Muito obrigada Filipa por esta fantástica conversa. Adorei a sua simpatia e profissionalismo. Desejo-lhe as maiores felicidades e muitos momentos criativos para que a Terças da Lupinha continue a trilhar o caminho do sucesso.

E enquanto a Filipa trabalha na criação de peças masculinas, nós mulheres delicia-mo-nos com a vasta coleção de peças feitas à nossa medida. Para mais informações: e.mail: geral.lupinha@gmail.com / tel. 91 493 0130 / facebook: aqui



















9 comentários:

  1. Olá Paula, gostámos muito do que escreveu.
    Felicidades!
    Obrigada

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem que gostaram!
      O que é nacional é bom e recomenda-se ;-)

      beijinhos e lá estarei no Spring Friends de hoje a uma semana.

      Eliminar
  2. Olá Paula, gostámos muito do que escreveu.
    Felicidades e um beijinho.
    Terços da Lupinha

    ResponderEliminar
  3. Sou viciada no seu blog e nem imagina a minha satisfação ao ler este post. Ando de volta das lembranças para o baptizado do meu filho, tem sido uma trabalheira e ainda não tinha encontrado nada ao meu gosto. Adorei os anjos de madeira! que rica ideia ;)muito obrigada.
    Maria Fernanda de Almeida

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fernabda, p+oderá entrar na nossa pagina no facebook e ver muitas mais peças, a Paula colocou os contactos no final da entrevista.
      Obrigada por gostar das nossas peças!

      Eliminar
  4. Excelente entrevista! ADOREI. Parabéns pela rubrica. Vou enviar-lhe algumas fotos para ficar a conhecer o que se faz aqui em Vila Nova de Gaia num projecto que arrancou este ano. Espero que goste.
    Cumprimentos, Sónia Morais Andrade

    ResponderEliminar
  5. Há muito que sigo o seu Blog sem fazer qualquer comentário,mas hoje não resisti ao ler a bela entrevista,MAGNIFICA.
    As peças da Lupinha são lindas.
    Felicidades.

    ResponderEliminar
  6. Fatima, agradecemos muito o seu elogio ás nossas peças.
    Tenho que concordar consigo quanto á forma como a Paula escreve.
    Com poucas palavras, faz im texto interessante.
    Obrigada

    ResponderEliminar