segunda-feira, 11 de junho de 2012

Piquenique em Marvão


Não sei o que é que eu tinha na cabeça quando tive a triste ideia de ir fazer um piquenique em Marvão... só vos posso dizer que foi uma péssima ideia porque apanhámos um frio e um vento dignos de um mês de outono a roçar o inverno. Mas do que é que eu estava à espera??? que na bonita vila de Marvão, a milhares de metros de altura estivesse bom tempo???? ai ai... que cabeça a minha! Mas há tantos anos que lá não ia e estava com vontade de mostrar o castelo à minha princesa. Mas o  dia não foi o melhor, não foi não senhora... fomos a Marvão, visitámos o castelo, fizémos o piquenique e ainda fomos ao Café Lounge aquecer a alma... mas estava um vento e um frio PAVOROSOS!!


Felizmente fomos todos de calças e casacos mas o que aquilo pedia era uma bela manta polar pelas costas! NÃO, não estou a exagerar, acreditem!

A Rafaela estava super curiosa mas o castelo acabou por não superar as suas expetativas porque não tinha princesa.

"A princesa vive ali em cima mamã? Ela é bonita? vou ver o quarto e as cadeirinhas dela?"

"Tem calma meu anjo, nós só vamos ver muralhas e paredes! Este castelo é muuuuuuuuito antigo. Já não tem mobília nem princesas."

"Não tem? mas já morreram? mas como é que tu sabes estas coisas mamã?"

E as perguntas não tinham fim. Mamã, papá, avô e avó, todos bombardeados com infinitas curiosidades. Mas a verdade é que a visita ao castelo acabou por não encher as medidas da nossa luzinha porque se irritou com o vento (e nós também! era insuportável!) e entrou em histeria quando percebeu que pelo chão havia inúmeros insectos mortos e muitas formigas que com eles se deliciavam. Era ver a Rafaela aos gritos apavorada a trepar-me pelas pernas acima "Colo mamãzinha! colo! mas como é que a princesa conseguia viver num castelo com tantos bichos?"


O papá e os avós só se riam mas a piolha não achou graça nenhuma e ainda ficou mais arreliada. Só a mamã compreendia o pavor da sua pequena cria. Os insectos estavam mais que mortos, não passavam de pequenas carcaças devoradas pelas formigas, mas causavam-lhe um medo terrível! eu só me lembrava do Indiana Jones e o Templo Perdido em que a actiz Kate Capshaw gritou do principio ao fim por causa da bicharada :-))
Mas apesar do frio o do vento só tenho a dizer que Marvão continua a ser um dos locais mais emblemáticos do nosso Portugal. É verdade que eu era incapaz de lá morar porque toda aquela calmaria e isolamento dariam comigo em doida em três tempos mas gosto de lá ir em jeito de visita. É uma vila única onde o tempo parece ter parado e onde tudo é preservado e estimado de forma exemplar.

Sem comentários:

Enviar um comentário