sexta-feira, 15 de junho de 2012

Vamos lá desassossegar as rãs!

Mesmo de férias há dias assim... hoje tenho estado com uma neura desgraçada. E de quem é a culpa? a culpa é da maldita TPM que este mês está a dar aqui com a mamã em doida (mulher sofre! malditas hormonas!) e deste maldito tempo que JÁ CHATEIA e me deixa de nervos à flor da pele... e cheira-me que estou a ficar constipada porque a minha garganta anda a dar sinal... pudera! nem sei como é que não apanhei uma pneumonia com o frio que passei em Marvão no bendito piquenique... credo :-/

Se aguentar a TPM em dias de sol não é fácil, quanto mais em dias cinzentos. Ontem de manhã choveu... hoje aguentou-se... mas assim que abri os estores percebi que íamos ter mais um belo dia de outono em pleno junho... enfim... hoje estou assim... pareço uma velha rabugenta. 

Mas este tempo dá com uma pessoa em doida porque não se está bem em lado nenhum. Na praia está frio, nos parques e jardins está super desagradável, o vento não dá tréguas, o sol ora aparece ora desaparece... em suma, uma porcaria das maiores para quem está de férias e quer fazer algo diferente...

Hoje o que me valeu foram as rãs! elas e o seu quachar deram animo ao meu espírito de sapa. SIM, eu tenho uma adoração muito peculiar por sapos e rãs... devo ter sido sapa ou rã na outra reencarnação porque tenho uma adoração familiar por estes bicharoros!!! 

Ao final da tarde, quando o vento resolveu amainar, aproveitámos para dar um saltinho a um dos jardins aqui perto de casa para a Rafaela andar de trotinete e espairecer a sua energia diabólica. Mas qual não foi o nosso espanto quando ao caminharmos por cima da ponte verificámos que o pequeno rio estava cheio de rãs que quachavam em coro por cima das pedras no meio da vegetação que cresce ao longo do leito.

Foi então que tive a brilhante ideia de ir desassossegar as rãs para as ver saltar! eh eh eh!!
E lá andei eu e a minha filha a atirar pedrinhas às rãs do cimo da ponte.... mas as palermas nem se mexeram!!! não nos ligaram nenhuma! continuaram na sua cantoria como se nada fosse. Talvez elas tenham razão porque, como diz o velho ditado, "quem canta os seus males espanta!"... as rãs sabem ;-)... mas elas não sofrem de TPM! se sofressem aposto que nem lhes apetecia cantar.

Sem comentários:

Enviar um comentário