quinta-feira, 26 de julho de 2012

Made in Portugal: Thingies, Sewed for Amazing People


Mais uma quinta feira, mais um Made in Portugal aqui no meu cantinho cor de rosa. Infelizmente só agora o consigo colocar online porque tive um dia hiper preenchido e, para ajudar, o blogger resolveu bloquear porque aqui a mamã excedeu o limite de armazenamento de fotos... é o que dá ter um mega arquivo fotográfico online... enfim... mas já está tudo resolvido. Vamos então à entrevista com a simpática e talentosa Vanda Caldeira que fez muito bem em contactar-me para dar a conhecer a sua Thingies, uma marca que me despertou a atenção pelo design e padrões escolhidos. Gostei particularmente das malas e das clutches que são gírissimas e super trendy ;-)

Como e quando surgiu a Thingies?
Sempre me considerei uma pessoa criativa, com jeito para as artes manuais (quem me conhece, sabe disso), mas confesso que até há coisa de 5 anos, a costura estava longe de fazer parte dos meus  planos. A minha mãe é costureira profissional e durante quase toda a minha vida vivi rodeada de tecidos, agulhas, linhas e botões. Quando era pequena, a minha mãe ensinou-me a coser à mão e eu fazia roupas para as minhas bonecas mas estava proibida de mexer na máquina de costura porque sempre que lhe tocava, como que por magia, ficava logo encravada!
Um dia, muitos anos depois, em 2007, a navegar pela internet, comecei a descobrir coisas lindas, feitas em tecido e pensei para com os meus botões "tu também consegues fazer coisas destas, assim bonitas" e foi assim que resolvi comprar a minha primeira máquina de costura. Estava toda entusiasmada e o meu primeiro projeto foi uma coisa super simples: um forro para o cesto das batatas. Comprei um tecido bonito, medi o cesto e pus mãos à obra. Não ficou perfeito, mas foi um começo. 
Fui reunindo uma série de projetos que gostaria de fazer (a minha to do list não tem fim!) mas a vida profissional e doméstica (inicialmente) e um filhote lindo mais tarde impediram o recomeço da aventura.
Só em 2010, depois de emigrar para os EUA e necessitada de algo que me fizesse mudar a rotina de ser mãe a tempo inteiro há quase 2 anos, comprei um livro da Tone Finnange (criadora das bonecas Tilda) e recomecei a aventura.
A primeira coisa que fiz foram uns cupcakes em tecido. Tenho uma amiga que, na altura, se estava a lançar no negócio dos cupcakes e eu achei giro fazer uns para lhe oferecer. Ela adorou e quis logo ficar com eles. Entretanto, fiz uns bonequinhos para crianças (um pássaro, umas maçãs, um urso, um caracol) e aí, um primo do meu marido, que é designer, desafiou-me para levar a coisa mais além, a divulgar e vender. Na altura nem tinha sequer pensado num nome e ele rapidamente se encarregou disso.

E porque é que escolheu o nome Thingies?
Esta resposta é um seguimento da resposta anterior. O João Nascimento, que é um excelente designer e criativo, desafiou-me para ir mais além e, na falta de nome e/ou logotipo, ofereceu-se para tratar disso. E foi assim que, numa noite, nasceu a Thingies Sewed For Amazing People. A proposta dele foi amor à primeira vista. Thingies era o que eu fazia! Pequenas coisas, fofinhas, com cores lindas e padrões ainda mais bonitos para pessoas extraordinárias. "Está feito!" disse eu e, algumas horas mais tarde, já tinha criado o blog e a página do Facebook.
Hoje em dia a Thingies, para além de um nome e um logotipo, é uma verdadeira identidade. É muito bom saber que há pessoas que olham para uma peça e a identificam como uma Thingies. 

Um nome inglês visa uma futura internacionalização da marca?
Estamos num mundo cada vez mais global e um nome inglês pode tornar a visibilidade maior. Para além disso, não nos podemos esquecer que a Thingies nasceu nos EUA, embora tenha genes bem portugueses. 

As vendas são feitas apenas online ou tem algum espaço físico que comercialize a Thingies?
As vendas são feitas online, através da página do facebook. Recentemente juntei-me à comunidade de artesãos que vende os seus trabalhos online na Etsy e criei a loja Sewn Thingies.

Qual é a peça mais procurada pelas suas clientes?
As malas reversíveis tiveram um grande sucesso. Acho que foram elas as grandes responsáveis pelo crescimento ocorrido durante o ano de 2011. Hoje em dia as clutches também são muito procuradas, julgo que pela combinação de cores, muitas vezes arrojada que gosto de fazer, bem como pelos padrões que uso.

Se o génio da lâmpada lhe concedesse três desejos, quais seriam?
Para além de saúde, paz e amor, como é normal, gostaria de um dia ter a oportunidade de abrir um atelier, onde pudesse mostrar e fazer o que gosto, bem como ensinar quem quisesse aprender. Depois, mais tempo e disponibilidade, porque dedicação não falta e, por conseguinte, ter muitas encomendas e sucesso.

Que mensagem gostaria de deixar às leitoras da AngelLuzinha?
Que, caso não conheçam a Thingies, façam uma visita ainda que virtual, que continuem a apostar na qualidade do que é português e que valorizem o trabalho manual. Há por aqui muito talento que ainda não viu a luz do dia. Para finalizar, quero agradecer a amabilidade e disponibilidade da Paula em mostrar e divulgar tantos talentos nacionais no AngelLuzinha.

E assim termina a conversa com a Vanda Caldeira a quem desejo as maiores felicidades a nível pessoal e profissional porque bem merece. Para conhecerem pormenorizadamente o seu fantástico trabalho, basta espreitarem ao blog da Thingies aqui ou à página no facebook aqui. Aproveitem para fazer um GOSTO porque o que é nacional é bom e recomenda-se. Eu já fiz ;-)
























6 comentários:

  1. Deixe-me dar-lhe os parabéns pelo seu fantástico blog. Tenho uma colega aqui no trabalho que vem sempre ao seu blog na hora de almoço e o entusiasmo dela despertou-me a curiosidade. Vim espreitar, adorei e agora é passagem diária obrigatória.beijinhos da Rita V. e da Sílvia Nunes

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fez muito bem em vir espreitar ;-) MUITO OBRIGADA. Fico super feliz por saber que gostam de visitar o meu cantinho cor de rosa. beijinhos e bom fim de semana ;-)

      Eliminar
  2. Parabéns pelo blog. muito bom!

    ResponderEliminar
  3. Paula, mais uma vez, obrigada por este seu cantinho mais fofo!
    Achei e acho que esta sua ideia de divulgar o que de melhor as mães portuguesas fazem, é genial.
    Muitos parabéns e um grande beijinho. <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada Vanda ;-) e a verdade é que todos os dias fico surpreendida com o que vou vendo. Há muito talento por este Portugal fora ;-)
      beijinho grande*

      Eliminar