Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Angel Luzinha

Fotografia e o prazer de ser Mulher e Mãe.

Qua | 26.09.12

Seleção Angel♥Luzinha: Galochas para eles e para elas

Paula Veiga Claro
Já tinha feito aqui uma seleção para os pézinhos deles e delas e prometei continuar porque nesta altura do ano as "patinhas" da nossas crias começam a pedir calçado novo. E como a chuva já deu o ar da sua graça, aqui fica uma seleção dedicada às galochas porque não há criança que não goste de pisar uma boa poça de água. Eu pessoalmente não gosto nada de galochas (vá!! insultem-me à vontade!!!) mas sei perfeitamente que fazem as delícias de miúdos e graúdos e que são um must have para muitas de vocês. Se eu não gosto azar! sei que por vezes sou um bocado extra terrestre mas não é pelo facto de uma coisa se usar que eu sou obrigada a morrer de amores por ela, até porque não sou uma fashion victim! adoro o mundo da moda, gosto de estar a par das tendências mas em primeiro lugar está o meu bem-estar e o meu estilo pessoal.

Mas foi a pensar na minha filha e em todas vocês, que são fãs de galochas, que resolvi fazer esta seleção para os pézinhos das nossas pequenas crias. Das mais caras às mais baratas, das mais clássicas às mais fashion, aqui ficam algumas sugestões para todos os gostos e carteiras.

As célebres Hunter (as minhas preferidas por serem as mais discretas e de uma só cor). Podem encontrar à venda no El Corte Inglés  ou online no site UFshoes


As clássicas Burberry


  As sempre trendy Havaianas agora em versão galocha à venda na Try Me


  As citadinas Gioseppo


As sempre amorosas Crocs


As sempre cool Zippy


♥ As divertidas e multicoloridas Cosse



O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui
Qua | 26.09.12

Fartou-se do ballet!

Paula Veiga Claro
Pois é, já vos tinha dito aqui que a Rafaela começou a ter ballet e natação no início deste mês. FOI ELA que escolheu as actividades mas ontem disse-me que já não queria ir mais ao ballet. Fartou-se! prefere a natação e só quer ter aulas de natação porque "quando estou nas aulas de ballet vejo a piscina lá em baixo e só me apetece ir lá para dentro porque adoro estar dentro de água, dar mergulhos e nadar!". 
Ainda bem que foi ela que escolheu as actividades (longe de mim influenciar a piolha nestas decisões) porque assim não me vem com a conversa que foi obrigada. Escolheu porque quis e chegou à conclusão de que não gostou. Eu percebi isso logo na primeira aula onde a vi mais preocupada com os trajes de bailarina do que com a aula em si. As sapatilhas e o tutu deixaram de ser novidade e não restou mais nada. Eu e o papá já tinhamos percebido que a motivação com que ia para o ballet se estava a apagar e nunca andou perto da alegria e do entusiamo com que vai para a natação! (todos os dias pergunta se já é sábado tal não é o desejo de ir piscinar). 

Por mim tinha ido para a natação e para a ginástica porque já a conheço de gingeira e sei que, por mais que ela goste do mundo dos tutus, aquilo não é actividade para ela porque ela tem bicho carpinteiro e precisa de exorcizar a energia que lhe corre no sangue. Eu sei porque eu era exactamente assim quando era pequena e sei perfeitamente quais eram as minhas necessidades! sempre fiz muito desporto e sempre optei por actividades físicas bastante puxadas pois era a única forma de libertar a energia que tinha dentro de mim e que dava comigo em doida. Temos o "diabo" no corpo, é isso! Só agora aos 36 anos é que começo a preferir actividades físicas mais calmas porque a energia já não é a mesma e já me basta o reboliço em que ando todo o santo dia atrás da Rafaela. Confesso que ainda me passou remotamente pela cabeça (e à educadora dela também) que o ballet a pudesse ajudar a acalmar-se porque exige concentração e movimentos lentos (nada de pulos e correrias) que a poderiam relaxar... mas não... não funcionou. Percebi que mais tarde ou mais cedo iria querer desistir porque já me andava a dizer que as aulas eram uma seca.

Ontem despediu-se da professora que concordou perfeitamente com a decisão porque "ela é uma criança muito enérgica e precisa de actividades onde se possa expandir". E lá foi ela atrás de mim toda sorridente para os balneários sabendo que passará a ter duas aulas de natação por semana em vez de uma. Eu até costumo dizer que a minha filhota é como aqueles cães que têm que ir para a rua correr até ficarem com a língua de fora! qual ballet qual quê para uma pulguinha deste género!

E em seguida, ao falar com a coordenadora, até fiquei a saber que no próximo sábado vão colocar a peixinha numa turma mais avançada porque "ela tem um à vontade incrível no meio aquático e já está preparada para ir para outro nível". Em suma, a verdade é que cada um de nós tem as suas vocações e preferências e muitas delas começam a revelar-se logo nos primeiros anos de vida. É o que eu digo! a minha peixinha herdou o bicho carpinteiro da mamã e o "espírito" do mar do papá surfista ;-)


O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui
Ter | 25.09.12

Guarda Roupa de Boneca ♥33... compras giras e uma camisola pavorosa!

Paula Veiga Claro
A irritação que apanhei acabou por valer a pena porque consegui comprar o que queria e não volto a por os pés num shopping tão cedo com a madame atrás.... bufffff... no way! 
Da maneira como se portou só merceia ir nua para casa (salvo seja!) em vez de levar coisas giras para estrear. A verdade é que fiz boas compras e ainda consegui aproveitar um resto dos saldos da Petit Patapon onde encontrei (já a pensar no próximo verão) um exemplar deste vestido branco lindo que ando a namorar há séculos. Mas como a paciência é uma das minhas virtudes e como quem espera sempre alcança, acabei por o comprar por 20€ e não por 60€ como custava inicialmente. Foi muito bem comprado até porque, por mais que goste dele, nunca daria 60€ pelo dito cujo. Em seguida ainda encontrei, no tal monte com o resto dos saldos, estas calças que servem perfeitamente agora para o outono. A Rafaela experimentou, não se sentiu incomodada e até aprovou (nem sei como!).



Depois passei pela C&A cuja nova coleção tem uns pijamas super amorosos que me fizeram olhinhos. A Rafaela escolheu estes dois e a mamã aprovou porque são um amor.


E foi também na C&A que encontrámos as tais leggings que a Rafaela gosta porque são fofinhas e não lhe prendem os movimentos (a piolha odeia calças! são poucas as que lhe agradam, todas lhe incomodam e fazem confusão, sai à mãe!). As leggings são perfeitas para usar com túnicas ou com vestidos que começam a ficar curtos e passam a servir de túnica ;-)


E por último, para meu desespero, antes de sairmos da C&A, descobriu esta camisola e agarrou-se a ela com unhas e dentes. "Ohhhh mamã, olha que linda! é cor de rosa e tem uma boneca tão linda! sabes que eu gosto muito de roupas com bonecas! já viste esta? tem uns olhos muito pestanudos, umas rosinhas de cor muito queridas e uma boquinha em forma de coração! é tão linda, não é mamã?

"Rafalea eu acho um horror! é pirosa que se farta!"

"Ohhhh mamã, não digas isso! a camisola é linda! as crianças gostam de bonecas! se tu não gostas não faz mal porque eu gosto e é isso que interessa, não podemos gostar todos das mesmas coisas"

Enfim, tive que engolir em seco porque é isto que eu lhe digo quando ela se põe a dizer que não gosta de certas coisas que eu gosto. E acabei por trazer esta piroseira atrás "Mas olha que se te continuas a portar mal agarro na camisola e devolvo-a à senhora da loja!". Ela agarrou-se ao saco das compras como um cão a um osso mas nem a ameaça a fez portar-se em condições. Quando chegou a casa tomou banho a olhar para a camisola (colocou-a num banco à frente da banheira), não a largou até adormecer e hoje de manhã, mal abriu os olhos, disse-me logo que a queria levar vestida para a escola. E assim foi, mesmo explicando-lhe que provavelmente iria destilar em suor. "Não faz mal mamã, eu aguento! ela é tão linda!"

E é assim! uma mulher começa logo aos 4 anos a fazer sacrifícios em prol da vaidade!! já viram isto??!... é de loucos!! eh eh eh!... e digam lá o que disserem mas acho esta camisola um horror!


O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui
Ter | 25.09.12

Debaixo de uma pilha de nervos, às compras e a chamar a chuva

Paula Veiga Claro
Ontem deitei-me com uma dor de cabeça monstra e sem um pingo de paciência, tudo por causa da minha Rafaela fofinha que tirou a tarde para me massacrar o juízo com as suas traquinices constantes. Irra! que a piolha está cada vez mais desvairada! já me tinham avisado que vão piorando à medida que vão crescendo mas eu pensava que a minha rica fica seria uma excepção e que a caminho dos 5 anos seria uma criatura mais calma.... WRONG!!! cada vez está mais reguila e senhora das suas vontades. Está a crescer, pois claro... é um doce de menina, a meiguice em pessoa mas é tão chata, tão reguila e tão enérgica que é capaz de cansar um morto!!! ontem quando cheguei a casa estava capaz de a esganar tal não foi a pilha de nervos que me meteu durante toda a tarde. A sorte dela é que a mamã é uma banana (como diz o papá!) porque fala, explica, grita e tem um pachorra de anjo em vez de lhe chegar a roupa ao pelo como ela às vezes merece. Mas sou incapaz de lhe bater. Ameaço, digo que é desta que leva uma sova e viro o disco e toco o mesmo! já diz o ditado que cão que ladra não morde! Sou apologistas dos castigos porque se não bato em ninguém porque raio ia bater no ser que mais amo neste mundo?... mas ontem tive que lhe dar uma palmada naquele rabo para ver se ela se acalmava porque a tampa saltou-me após tantas horas de traquinices.

Caí no erro de ir às compras para o Alegro e para o Jumbo com ela atrás porque de manhã, enquanto esteve na escola, não consegui lá ir. E quando se é mãe a tempo inteiro (como eu) e não se tem avós ou família por perto para dar uma ajuda (como é o nosso caso) só restam duas alternativas. Ou não vou a lado nenhum onde haja lojas ou então vou com ela atrás e benzo-me quinhentas vezes antes de sair porque já sei que vou chegar a casa à beira de um colapso. 

Para além disso, pensei que o melhor seria levar a piolha comigo pois a ideia era comprar algumas roupas que lhe estavam a fazer falta para a próxima estação e que ela teria que experimentar porque eu  tenho muito mais que fazer do que andar a caminho das lojas a trocas coisas. E esquisita como é, tem mesmo que experimentar para depois não me massacrar a cabeça. Mas o passeio começou logo mal porque a madame, ao ver o céu cinzento, ficou feliz da vida e resolveu trazer o chapéu de chuva atrás! a teimosia começou logo aqui.

"Rafaela, tu nem penses que vais andar no centro comercial com o chapéu de chuva aberto atrás de mim! estás a ouvir? o chapéu fica no carro ou então vem na tua mão mas fechado porque lá dentro não chove, estás a ouvir? fica descansada porque vais ter o inverno todo para o usar!"

"Ohhhh mamã, mas qual é o interesse de andar com um chapéu de chuva fechado???"

Ai ai.... respirei fundo e lá a deixei trazer aquela porcaria atrás mas fechado (pensava eu!).... porque mal chegou ao shopping achou por bem andar feita tonta com aquilo aberto. No início até me deu graça porque sou muito sensível às coisas simples da vida, adoro ver a felicidade estampada naquela carinha linda, uma felicidade pura e genuína que me fascina. As crianças são felizes com tão pouco e sei que daqui a uns anos já não achará graça nenhuma aos chapéus de chuva e muito menos à chuva!!...enfim, lá acabei por ceder, mas disse-lhe que quando entrássemos nas lojas teria que o fechar. Mas ela resolveu abusar da minha paciência e não fez caso... e foi aqui que a mamã começou a borbulhar por dentro! 

Em suma, acabámos por comprar tudo o que pretendíamos mas acabou por apanhar uma palmada naquele rabo para se acalmar e fechar a porcaria do chapéu de uma vez. O problema é a falta da sesta! em agosto começou a recusar dormir a sesta (e nem me posso queixar porque não tarda tem 5 anos e a maior parte das crianças começa a rejeitar a sesta muito mais cedo) mas a partir daí a sua energia multiplicou-se de uma forma inexplicável e não dou conta dela. Começa a ficar desvairada, numa agitação fora do normal como se estivesse possuída por alguma coisa ruim, fala, fala, canta, pula, corre, mexe em tudo, pede tudo e fala, fala, fala.... e corre, corre.... só sei que cheguei a casa à beira de um ataque de nervos e com a cabeça prestes a estoirar. Sempre de olho nela e nos sacos e está sossegada e não mexas aí e anda cá e experimenta lá isto, e tem cuidado, e olha a cabeça e vamos embora...... bufffffffffffffff.... 

A verdade é que o meu coração de manteiga e o meu espírito poético são a minha desgraça. São a minha desgraça e a sorte dela!!!... no inicio, antes de me saltar a tampa, ainda puxei do telemóvel para registar a alegria com que ela por ali andava porque sei que daqui a uns anos, quando ela for uma senhora ajuizada, vou ter muuuuuuuitas saudades destes tempos em que me faz a cabeça em água 


O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui
Seg | 24.09.12

Seleção Angel♥Luzinha: Para os pézinhos deles e delas

Paula Veiga Claro
Nesta altura do ano em que os dias começam a ficar mães frescos, todas nós começamos a pensar em comprar calçado para os nossos tesouros porque os seus pézinhos não param de crescer e o que restou do inverno passado deixou de servir ou está em péssimo estado porque estafam calçado como ninguém. Neste ponto, e tendo em conta que os tempos não estão para grandes despesas e que nem vale a pena comprar muito pares porque deixam se servir todos ao mesmo tempo, o melhor é apostar sempre na qualidade. É preferível terem um bom par de sapatos/botas do que muitos e maus. Também não devemos cair no erro de ir atrás do calçado ultra fashion que certas marcas apresentam porque nem sempre é o mais aconselhado e cómodo para os pés dos nossos pequenitos em permanente crescimento. Eu até posso gostar dos sapatos/botas Y ou Z, sei que ficariam um mimo nos pés fofinhos da minha Rafaela mas tenho o bom senso de perceber que ela é uma criança e que certas escolhas não seriam as mais adequadas para uns pés em crescimento, nem as mais cómodas para umas "patinhas" sempre em movimento! ela bem me fala em sapatos de alto e botas até aos joelhos e blá blá blá, mas aqui a mamã ainda não perdeu o juízo (ainda! porque há dias em que ando lá muito perto com as teimosias dela!)

Devemos ter sempre em linha de conta que nos primeiros meses de vida, o pé é um importante órgão sensorial. Deste modo, o ideal seria o bebé andar sempre descalço, embora haja uma exigência prática em evitar os impactos e o frio da estação que se avizinha. Por isso mesmo, é necessário proteger os pézinhos com meias antiderrapantes ou botinhas muito macias, com uma forma mais arredondada e um espaço adequado para os dedos de modo a deixar o pézinho livre para se movimentar.

A partir dos 5 meses, o pézinho inicia a exploração motora que lhe permite adquirir tónus muscular e sensibilidade. O próprio aumento da atividade motora faz com que seja ainda mais necessário adotar precauções que salvaguardem a sua segurança sem limitar a liberdade de movimentos.

Por isso mesmo, aqui fica esta seleção (que será uma de muitas) com calçado outono-inverno que considero de grande qualidade para os pés dos nossos filhotes. A Chicco e a Converse são duas das marcas das quais sou fã e cliente. A Rafaela tem tido calçado de ambas e só tenho a dizer bem, por isso recomendo ;-)

♥ Começão outono-inverno Chicco para recém-nascidos 0m+


 ♥ Coleção outono-inverno Chicco para bebés 5m+


♥ Coleção outono-inverno Converse para os mais crescidinhos. A Rafaela tem uns de primavera que também vai servir para os dias de outono (que já vos tinha mostrado aqui) e são um espetáculo. São super cómodos, macios, fléxiveis e duráveis. Há modelos muito mais baratos de outras marcas mas garanto-vos que nada têm a ver com os originais All Star (falo por experiência própria!). Da nova coleção gostei particularmente das botinhas cor de rosa com pelo por dentro para elas e da versão em castanho para eles. Os de xadrez também têm imensa piada apesar de não fazerem o meu género porque gosto de calçado sóbrio, que fique bem com a maior parte do vestuário. Mas para as crianças/adolescentes que adoram andar de calças de ganga, é sem dúvida uma escolha a ter em conta ;-)


O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui
Seg | 24.09.12

Mulheres portuguesas: Os Bolinhos 3D da Elsa Rodrigues

Paula Veiga Claro
De Alcochete chegam-nos Os Bolinhos 3D, bolos especiais para dias especiais porque a Elsa Rodrigues acredita que todos os bolos devem ser tão saborosos quanto a sua aparência sugere. São todos feitos por encomenda, a decoração é totalmente comestível e o limite é a imaginação e o gosto pessoal de cada um. Dos mais infantis aos mais fashion, tudo é possível. Para informações, preços e encomendas, basta visitarem o blog dos Bolinhos 3D aqui ou a página no facebook aqui


Eu gostei particularmente deste bolo caixa de costura porque nunca tinha visto nada semelhante! está um espanto e assenta que nem uma luva aqui no meu blog onde se valorizam a 100% os trabalhos feitos à mão. Um bolo dedicado a todas as artesãs que fazem "magia" com uma simples caixa de costura. ADOREI 


O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui

Sab | 22.09.12

Dia de festa e adeus verão

Paula Veiga Claro
Hoje por aqui o dia foi de festa! fomos cantar os parabéns a um grande amigo de longa data e a tarde não podia ter sido melhor. Os aniversários do P têm sempre um sabor muito especial, são uma espécie de marco anual onde matamos saudades de velhos amigos e onde nos despedimos do verão ao sabor das suas guitarradas e boa disposição. As crianças brincam, correm, pulam e nós matamos saudades e pomos as conversas em dia sempre de olho nelas porque se uma criança sozinha só faz disparates, o que dizer quando se juntam uma série delas!! a Rafaela, como não podia deixar de ser, veio de lá encantada porque festas e convívio é mesmo com ela! cantou, dançou, andou de mota, patins, trotinete, correu, pulou... eu sei lá! divertiu-se à grande e até encheu um copo de caracóis gigantes. No fim, quando o cansaço começou a apertar, foi entre lamurias que a consegui convencer a devolver os bicharocos à natureza porque já os queria trazer para casa! mas lá compreendeu e lá foi com as suas mãozinhas de fada colocar os caracóis nas ervas fresquinhas para que, também eles, possam ser livres e felizes como merecem ;-)



O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui