domingo, 11 de novembro de 2012

Um S. Martinho entre brincadeira e petiscos

"Mamã, hoje à escola?"

"Não meu amor, hoje é domingo"

"Yupiiiiii!!! então vou já preparar a brincadeira"

É assim todos os fins de semana. Não há criança que não goste de passar uma manhã de inverno em casa de pijama a brincar. No sábado não dá porque tem a natação que ela adora mas no domingo é quase programa obrigatório. O maluco do papá foi surfar (maluco com M grande porque só mesmo um doido varrido pode ir para o mar com este frio! mas quem corre por gosto não cansa!) e eu fiquei deitada até às 9h30 com a minha bicharoca fofinha. Sim, até às 9h30, um luxo para qualquer mãe! e que bem que me soube estar ali no quentinho entre mimos e muitas cócegas. O pior é quando decido levantar-me pois ela acha que devo saltar da cama directamente para o quarto dela para irmos brincar.

"Naaaaaaaa, tem calminha! primeiro tenho que comer, lavar-me e dar um jeito à casa. Já viste este sol? tenho mesmo que pendurar aquela roupa!... depois já brinco contigo até à hora do almoço".

E lá vai ela preparar a brincadeira (leia-se montar o estaminé da bonecada) e em seguida volta para junto das minhas pernas até eu estar despachada para entrar no mundo do sonho. E ali ficamos as duas sentadas no chão, no tapete do cantinho da brincadeira, a dar vida à bonecada. Hoje a Branca de Neve safou-se da bruxa, fiz o almoço para os sete anões, assisti ao parto da Barbie que deu à luz uma Hello Kitty, ajudei o Zangado e o amigo aranhão a encontrar a flor de luz  para salvar a Rainha (que era a Barbie) que estava grávida e a morrer (muito ao estilo Rapunzel!)... e ainda fiz de padre no casamento de sua Alteza Real com o Ken. Uma animação portanto! o pior é quando lhe digo que está na hora de arrumar as tralhas porque a barriga começa a dar horas. Chora e pragueja agarrada a mim! por ela ficava ali o resto do dia mas sempre comigo porque entreter-se sozinha é coisa que não lhe assiste. O que lhe vale é eu ter uma eterna criança dentro de mim mas nem todos os dias tenho pachorra para estar horas a fio na brincadeira.


À tarde fomos visitar os meus sogros e celebrar o S. Martinho em família. Matámos saudades dos priminhos e pusemos a conversa em dia. Na mesa não faltavam as castanhas, as nozes, os figos e a batata doce, a antecipar o Natal que se aproxima. A Rafaela adorou os copinhos de licor com mais de cinquenta anos (tipo copos de boneca) mas abominou a batata doce e fez uma cara de morrer a rir quando percebeu que aquilo era para comer e que o papá até gostava!... ficou altamente enojada e recusou-se a provar.... eu por acaso também não aprecio mas há quem lhe chame um figo ;-)


O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário