segunda-feira, 30 de abril de 2012

Legos para meninas


Depois de anos de pesquisa, a conceituada marca dinamarquesa LEGO lança uma gama criada e inspirada nas meninas de todo o mundo: LEGO Friends. Um universo inspirado na amizade e nas aventuras do dia-a-dia de uma cidade moderna (Heartlake City), em que cinco amigas vivem as suas rotinas, partilham hobbies e lutam pelos seus sonhos.

Andrea, Emma, Mia, Olivia e Stephanie são as cinco amigas LEGO Friends que vão fazer as delicias de todas as meninas. Cada uma tem uma personalidade diferente, gostos e ambições próprias.

Se a minha filha vê isto estou desgraçada!... mais um tópico para o Sr. Pai Natal... mais bonecada para o país dos brinquedos.. ai ai...



Aprendemos muito com os nossos filhos

Ontem à noite passei os olhos pela Activa e gostei particularmente do artigo "O que aprendi com a minha filha" no qual mães de diferentes faixas etárias falam sobre o que têm aprendido com as suas filhas... SIM, porque nós também aprendemos com os nossos filhotes! e MUITO! 

Por isso mesmo, dei por mim sentada no sofá a pensar em tudo aquilo que mudou desde que sou mãe. Passei a ver a vida de outra forma e a minha lista de prioridades alterou-se por completo. A quantidade de coisas que eu tenho aprendido com a minha bicharoca fofinha!

- Passei a preocupar-me e a dar importância apenas ao que realmente é importante;
- Conheci uma nova espécie de amor... um amor incondicional que tem tanto de belo como de assustador porque no preciso momento em que a coloquei no mundo percebi que jamais poderei viver sem ela... é um amor que chega a doer de tão forte que é;
- Passei a ter ainda mais cuidado com tudo o que digo e com tudo o que faço pois sei que sou um modelo para a minha filha;
- Passei a ter uma paciência infinita para ela e muito pouca para tudo o resto;
- Percebi que afinal a minha mãe não era chata porque ser chata significa amar e cuidar... e agora a chata sou eu!
- Aprendi a encontrar forças inesgotáveis sobretudo nos primeiros meses em que o sono e o cansaço eram uma constante. SIM, porque ser mãe sem qualquer tipo de ajuda por perto é muito complicado. Avós maternos muito longe e avós paternos sem saúde, não é fácil! eu e a Rafaela passámos a ser pele com pele e para onde vai uma vai a outra. Supermercado, cabeleireiro, compras, eventos, almoços, jantares, tudo SEMPRE com a pequena cria atrás. Parecemos uma família de ciganos! andamos sempre juntos... e quando não pode ir vou sozinha e ela fica com o papá. Somos o verdadeiro trio maravilha!!
- Aprendi a controlar os meus medos para não a assustar;
- Passei a amar ainda mais a vida e a temer ainda mais a morte... tenho pavor de morrer e de não a ver crescer... mas isto só digo aos meus botões... é um medo comum a todas as mães;
- A morte e a doença passaram a ser os meus únicos monstros porque são as únicas coisas para as quais não há solução... tudo o resto é relativo.
- Passei a preocupar-me mais com o presente do que com o futuro e deixei de fazer planos a longo prazo porque não vale a pena. O passado já se foi e o futuro está para vir, por isso mesmo, o importante é viver o aqui e o agora porque é a única coisa que realmente temos;
- Passei a ser ainda mais espiritualista do que já era... o mundo material dá algum prazer mas não trás a felicidade pura;
- Passei a odiar aqueles montes de gomas e chupa chupas que estão junto das caixas registadoras dos supermercados!!!
- Aprendi que também se pode andar de vestido de alças e óculos de sol em pleno inverno dentro de casa porque o verão é quando nós queremos!
- Descobri que nunca se deve criticar ninguém porque mais tarde ou mais cedo damos por nós a fazer o mesmo!! sempre critiquei as mães que gritam e agora percebi que também tenho uma varina dentro de mim porque dou por mim a levantar o tom de voz para me fazer ouvir... sim, porque a minha filhota é um doce de menina mas é tão teimosa... é capaz de me enlouquecer como ninguém!! :-)

E era capaz de passar aqui o dia inteiro a escrever mas sempre com a certeza que ser MÃE é mesmo a melhor coisa do mundo ;-)


domingo, 29 de abril de 2012

A sobremesa de hoje ;-)

Ali estivemos os três na cozinha a experimentar uma nova receita e o resultado foi uma sobremesa saudável, deliciosa e nutritiva. Leite creme (vegan), uma DE-LI-CI-A ;-)


Aqui fica a receita:
Leite Creve (vegan). A fórmula é básica: dissolver 4 colheres cheias (de sopa) de amido de milho (também conhecido como Maizena) + 4 colheres de açúcar mascavado + 2 paus de canela + uma casca de limão, num litro de leite de origem vegetal (de soja, arroz ou de aveia) e deixar ferver, mexendo sempre, até engrossar. Verter para as taças, polvilhar com canela e voilá!

Mas não pensem que esta maravilha de comer e chorar por mais é da minha autoria! Naaaaaaaa, nem pensar! já sabem que a minha imaginação bloqueia quando entro pela porta da cozinha por isso limito-me a seguir as palavras de quem sabe.

Neste caso limitei-me a seguir as instruções da Gabriela Oliveira, jornalista, escritora e autora do livro "Alimentação vegetariana para bebés e crianças". Tem receitas deliciosas, práticas e saudáveis que se estendem a toda a família. Aqui em casa somos apologistas de mente sã em corpo são e o lugar do lixo é no lixo e não na nossa barriga. Não somos vegetarianos mas temos hábitos alimentares bastante saudáveis. Comemos peixe e carne de frango (é a única carne que comemos) muita massa, arroz, leguminosas, saladas, sopas, frutas e vegetais. Fast-food, fritos, gorduras saturadas e lixo alimentar NÃO OBRIGADA!

E para satisfação dos inúmeros fãs, a Gabriela Oliveira já abriu uma página no facebook exclusivamente dedicada ao livro e à alimentação vegetariana. Se quiserem ficar a conhecer uma série de receitas deliciosas, práticas e saudáveis, para miúdos e graúdos, basta clicarem aqui.

E o António?

Hoje de manhã, assim que acordou, a minha pequena cria virou-se para mim e perguntou "Onde é que está o António mamã?"

"Está ali no teu quarto em cima ma mesinha. Já te disse que o Stº António não pode andar por aí porque é de loiça e se cai ao chão faz-se em cacos".

"Mas eu posso levar o António a passear? levo-o na minha mãozinha, eu seguro-o bem!"

"Memmmm, é melhor ir dentro da mala Rafaela... olha que se ele vai parar ao chão apanhas um desgosto"

"Tá bem mamã, eu ponho-o num saquinho dentro da minha malinha. Mas ele não se chama Stº António, ele é só António porque é mais bonito".

"Ohh querida já te expliquei  que ele é um Santo, já falámos ontem sobre isso. Ele chama-se Stº António assim como tu te chamas Rafaela"

"Memmm mas é estranho mamã. Então ele é um menino e tem um vestido? Eu acho que ele é uma menina! Ele até tem flores no vestido e uma coisinha cor de rosa ao pescoço"

E aqui andei eu a dar voltas aos neurónios para explicar à minha piolha estas vestes religiosas (até porque eu não sou uma pessoa religiosa, ou melhor, acredito em Deus à minha maneira e falo com Ele muitas vezes, também à minha maneira, mas não sigo nenhuma religião. Sou batizada e tenho a primeira comunhão mas assim que comecei a pensar pela minha cabeça deixei de acreditar na igreja e em qualquer espécie de religião. E casei-me por civil, numa cerimónia digna de um conto de fadas. Mas, como disse, sou uma pessoa de fé e acredito em Deus à minha maneira e também tenho uma grande admiração pelo Dalai Lama e por certos ideais e rituais budistas).

Bem, mas a minha filha não ficou muito convencida e continua a achar que o António deve ser uma Antónia e que o menino que tem ao colo também deve ser uma menina porque tem os lábios pintados de vermelho e os meninos não usam baton!!!... na cabeça dela faz mais sentido ser a Antónia e a filha.

Enfim, é muito curioso ver como funciona a cabeça das crianças nesta idade. Para elas é tudo muito simples e linear. Ou é preto ou é branco, o cinzento não existe. Se tem os lábios vermelhos é menina e ponto final... se tem vestido é menina e ponto final... por vezes dou por mim a pensar como seria viver num mundo assim tão linear? seria bom? seria uma seca? é que o mundo em que vivemos é tão complexo que por vezes dá vontade de o simplificar como faz uma criança de quatro anos.

sábado, 28 de abril de 2012

E aproveitámos para fazer umas comprinhas ;-)

Nada de devaneios porque não somos pessoas de gastar dinheiro à maluca, somos um bocado Tio Patinhas e nos tempos que correm ainda mais. Mas estas fofuras já cá estão em casa. Comprámos estas duas prendas (uma na Terços da Lupinha e a outra na Habi-Fashion) para a minha sogra que está quase a fazer anos e merece um bom miminho ;-)


Este fio libelinha da Use Me é para mim porque também tenho direito à vida.



Não resisti a este necessaire da Bagoxa. Confesso que foi uma compra irracional porque já tenho quinhentos mil necessaires mas este é uma fofura... é diferente! ADOREI ;-)



E estou de parabéns porque não comprei uma única peça de roupa para a Rafaela. Tenho cumprido à risca (mas com grande dificuldade!) a promessa que fiz a mim própria. Mas ela apaixonou-se pela Nossa Senhora e pelo fio Anjo da Guarda da Terços da Lupinha e acabámos por lhos comprar porque ela merece. O Sto. António foi oferta da Habi-Fashion. Não resistiram ao ar de deslumbramento com que a minha piolha observava, sentadinha no chão, a caixinha de figuras do Stº António. Obrigada ;-)


O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui

Spring Friends 2012... foi assim ;-)

E assim que a trovoada amainou lá fomos os três a caminho do Altis Belém onde passámos a manhã a encher os olhinhos com tanta coisa linda e a por a conversa em dia. SIM, porque não é só a minha filha que gosta de dar à lingua! aqui a mamã também adora dois dedos de conversa, sobretudo quando a companhia é boa.

A minha piolha apaixonou-se pelas figuras do Sto. António da Habi-Fashion, pelos anjinhos da Terços da Lupinha e, como não podia deixar de ser, pelos perfumes, batons e maquilhagem da Mary Kay. Ali ficou a admirar todas aquelas embalagens e frasquinhos com uma vontade enorme de ser senhora para experimentar tudo e mais alguma coisa. Mas uma carinha de quatro anos não precisa de maquilhagem, nem pensar! Lá experimentou um baton e umas gotinhas de perfume e foi o suficiente para ficar radiante a olhar para o espelho. Quem tem filhas desta idade sabe que são mesmo assim! umas pirosas do mais alto nível.

Foi uma manhã bem passada, foi sim senhora. PARABÉNS à organização e às marcas presentes: Mary Kay, Bagoxa aterlier, Terços da Lupinha, Cool Temptations, Use me, Manana, Sardas e Caracois, Malhas soltas, Mim- Castil, Ana Azevedo/Anas, BeBau/ beat, Dots, Filipa Brandão Mira, Habi- Fashion, Xêpa- arte na vida, Salta Pocinhas, Louca Paixão, Ana Fejoo- artesanato, Meg Gallery, Un Jour á Paris, Gravatas Peter e Michael.

Se me esqueci de alguma, avisem-me ;-) 























E depois toca de apanhar um pouco de ar pelos jardins de Belém enquanto o Sr. S. Pedro está distraído... mas deve ser por pouco tempo porque aquelas nuvens negras estão com cara de poucos amigos... vem lá molho, vem vem :-/


O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui

Guarda roupa de Boneca ♥20

Hoje o Sr. S. Pedro acordou furioso. Estávamos os três aconchegadinhos na cama e já se ouvia o rosnar dos trovões. A piolha adora vir para a nossa cama quando acorda de manhã. E ali fica fofinha, no meio de nós os dois, no miminho e na conversa (como não podia deixar de ser!). Mas hoje os trovões ouviam-se mais que a voz dela! Toca de tirar a gabardina da madame Rafaela do guarda roupa porque vem de lá chuva e a malta quer sair de casa para ir ao Spring Friends. Toca a despachar que se faz tarde!


Gabardina: Prénatal

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Estrelas no céu

Hoje de manhã, quando íamos a caminho da escola, vimos um rato morto, totalmente esmagado. Quem o viu foi a Rafaela que me largou a mão e voltou atrás numa corrida porque tinha visto uma coisa.

"Ohhh mamã, é um ratinho! coitadinho está morto!"

"Pois está minha querida mas afasta-te e não lhe mexas. Estás a ver porque é que eu estou sempre a dizer que temos que ter muito cuidado com os carros e muita atenção a atravessar a estrada? Se formos atropeladas podemos ficar assim como o rato, percebes?"

"Pois, ficamos esmagadas e morremos não é mamã? deve ter sido alguma mota ou algum carro. Ele devia ter ido por outro lado, não achas?"

"Oh querida mas os ratos não pensam, não são animais racionais como eu te expliquei no outro dia"

"Pois é mamã, não têm cérebro! e esta rato agora já não vai para o céu. O meu peixinho gorducho, quando morreu, foi para o céu e transformou-se numa estrela brilhante mas este ratinho já não pode ir para o céu porque está todo esmagado e depois transforma-se numa estrela podre, não é mamã?"

Enfim.... (sorrisos)... santa inocência...

Primavera, para onde foste?


Que o tempo anda todo maluco já nós sabemos. Parece que estamos no inicio do outono e não na primavera. De inverno tivemos sol e agora temos chuva e dias cinzentos... não é justo! é uma pena andar tudo trocado, é mesmo :-(


Todas nós andamos cheias de vontade de vestir os nossos trapinhos de verão, de andar de pernas ao léu e enfiar os pés numas sandálias giraças... ai ai... que maravilha.

E como quem chama desesperadamente pelo verão (ou por uma primavera como deve ser) aqui andou ontem a minha pequena cria de vestido de alças por cima da roupa e sandálias nos pés. Tenho andado a dar voltas à roupa e ela sacou logo dos vestidos! E aqui andou pela casa a dançar e a rodar, a fazer de conta que é uma fada ou uma princesa e cheia de vontade de ir para a rua com os seus trapinhos de verão.

E hoje de manhã queria ir para a escola com o dito vestido de princesa!!! 

"Não pode ser Rafaela, não está tempo para ir de vestido de alças. Tu não vês que está quase a chover meu anjo? Parece que estamos no inverno"

"Então mas a primavera não tinha chegado mamã? Já estamos no inverno outra vez?"

"O inverno já se foi embora só que o tempo não está bom. É primavera mas parece inverno, percebes?"

"Ohhhhhhh mas eu gostava tanto de levar o vestido. Mas quando é que chega o bom tempo? É hoje?"

"Boa pergunta! Não choveu no inverno e agora chove na primavera e ainda bem porque a chuva faz muita falta... mas a mamã não sabe quando é que vem o bom tempo minha querida".

Spring Friends 2012 ;-)

E amanhã é dia de Spring Friends 2012 no Hotel Altis Belém, um showroom de roupa, acessórios e bijuteria que mostra o que de bom se faz no nosso país. A entrada é livre e gratuita.

Nós vamos lá estar... mas não vai ser fácil... já estou a ver a minha piolha a delirar com todas aquelas coisas e a massacrar-me o juízo porque vai querer mexer, experimentar e trazer tudo para casa :-)


ADORO! ;-)

Como é que a minha filha não há de ser doida por bonecada? se eu sou grande e continuo a vibrar com todas estas coisinhas fofas!... quem sai aos seus não degenera ;-)
Já não é a primeira vez que publico aqui os eco-Bags da Princess Pea mas hoje dei de caras com estes dois novos modelos que me encheram as medidas.



Para já não falar neste edredão da Branca de Neve que é um amorzinho. Ainda bem que tenho uma filhota que serve de pretexto para dar largas à eterna criança que há em mim ;-)


Passo a palavra. Wellness Kids


Atenta às necessidades nutricionais das crianças, nem sempre preenchidas pela sua dieta alimentar diária, a Oriflame apresenta Wellness Kids, uma gama de suplementos alimentares naturais indicados para uma dieta saudável, a partir dos 4 anos. Compõem a linha o Multivitamínico e Mineral, formulado por cientistas suecos, de acordo com os padrões de toma estipulados pela OMS, e Ómega 3, em formato natural (não concentrado), com vista a preservar a pureza e a salvaguardar os benefícios dos ácidos gordos.

Wellness Kids Multivitamínico e Mineral resulta de uma combinação de 13 vitaminas e 8 minerais, em 21 drageias mastigáveis com sabor a laranja e limão. O adoçante utilizado é o xilitol, saudável e benéfico para os dentes.

Já o Wellness Kids Ómega 3 Wellness contém, para além do óleo de peixe purificado, um sabor natural a limão e uma percentagem de vitamina E que impede a sua oxidação. Os ácidos gordos, encontrados no peixe, como o EPA e o DHA, estão também presentes, contribuindo para o desenvolvimento do sistema nervoso central, coração e olhos.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Made in Portugal: Laços & Laçarotes


Confesso que é com grande entusiasmo que todas as quintas feiras publico mais um Made in Portugal aqui no meu cantinho cor de rosa. Têm sido longas horas de trabalho mas posso dizer-vos que temos motivos de sobra para termos orgulho no que é nacional porque a qualidade do que por cá se faz é irrefutável. Tenho conhecido pessoas extraordinárias, cheias de vontade de fazer mais e melhor num país onde impera o desalento e a falta de esperança. Todas estas pessoas merecem o nosso reconhecimento porque passam das palavras aos actos em prol dos seus sonhos e convicções. Um exemplo disso é a entrevistada de hoje. Chama-se Carla Soares Cabrito e é fundadora da Laços & Laçarotes®, uma empresa que começou a dar os primeiros passos no início deste ano mas que já dá que falar.

Olá Carla, bem-vinda ao meu cantinho cor de rosa. Vamos lá então saber mais detalhadamente como e quando surgiu a Laços e Laçarotes®.

A Laços & Laçarotes® surgiu no inicio de 2012, a partir da minha vontade de criar vestuário para crianças, sempre com um estilo prático e cómodo, juntando o melhor do clássico com o moderno, primando pelos modelos combinados e com um preço acessível a todos os consumidores.

Porque é que batizou a marca com o nome Laços e Laçarotes®?

O nome Laços & Laçarotes® foi escolhido por ser a conjugação da simplicidade e harmonia, mantendo uma identidade infantil.

As vendas são todas feitas online ou os clientes também podem encontrar as vossas peças em lojas, feiras, showrooms?

As vendas actualmente são feitas através das plataformas da internet (facebook, website e loja online - ainda em construção), mas também é com muito gosto que recebemos os nossos clientes no nosso atelier em Lisboa. No futuro estão equacionadas participações em vendas e showrooms, sendo que existem já alguns contactos tendo em vista a comercialização em lojas da especialidade, em Lisboa e sul do país.

Pensam expandir o negócio para além do vestuário (por exemplo, acessórios, calçado)?

Neste momento não é uma prioridade. Embora já tenhamos alguns complementos, estamos mais dedicados ao alargamento da nossa oferta para recém-nascido, fruto de uma seleção criteriosa, unindo uma confeção de grande qualidade e materiais delicados.

Como é que promovem a marca?

Através da divulgação em blogs, envio de e-mails de apresentação, na nossa página do facebook com sugestões diárias dos nossos produtos e parcerias em escolas e workshops.

Quais as dificuldades que sentem?

Para além da crise que a todos atinge, é também o facto de a marca ainda ser muito recente, embora a recetividade esteja a ser muito positiva.
Outra dificuldade é a primavera não se decidir a ficar de vez para nos despertar a vontade de procurar miminhos para os nossos filhotes.

Quais são as vossas maiores apostas (padrões, qualidade dos tecidos, inovação)?

A nossa maior aposta é sem dúvida o facto de toda a nossa coleção ser totalmente confecionada em Portugal, primando depois pela escolha de tecidos de grande qualidade e variedade de padrões, aliando preços atrativos a uma enorme dedicação na elaboração de cada modelo.

O que diferencia a Laços e Laçarotes® das restantes marcas? Qual é o vosso ponto forte?

O ponto forte da Laços & Laçarotes® para mim, está no facto da coleção ser imaginada para as crianças e ter um aspeto mais infantil, diferenciando-se de outras escolhas mais comerciais que apostam numa representação mais adulta das nossas crianças, mantendo como ideia principal o que eu vestiria à minha filha.

O que é que os vossos clientes mais procuram?

Procuram modelos que ajudem a realçar a imagem amorosa dos seus filhos.

Quais as ambições futuras?

A maior ambição é estar atenta às necessidades dos nossos clientes e poder concretizar momentos felizes através da criação de roupinhas elaboradas com muito carinho e dedicação. A Laços & Laçarotes® sonha para cada coleção soluções de qualidade e bom gosto e espera assim obter a satisfação dos clientes, dando origem a memórias que perdurarão por gerações.

Muito obrigada Carla por esta agradável conversa. Tenho a certeza que com toda essa paixão, dedicação e qualidade a Laços & Laçarotes® alcançará um grande lugar de destaque no mercado nacional e, quem sabe, além fronteiras.

E aqui ficam alguns exemplos destas peças maravilhosa feitas a pensar nos nossos príncipes e princesas com a certeza de que o que é nacional é bom e recomenda-se. Para mais informações, basta visitarem a página da marca no facebook clicando aqui ou contactarem diretamente a Carla Soares Cabrito e.mail: cscabrito@lacoselacarotes.com / Telm. 93 442 11 39.