terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Passeio, destroços, preocupações e votos...

Ontem o sol deu o ar da sua graça, a chuva parou e ohhhh pernas para que te quero! às 15h00 lá estava eu à porta da escola com um sorriso de orelha a orelha prontinha para ir passear com a pequena cria. Ahhh que saudades das nossas tardes de vadiagem! hoje já não vamos ter a mesma sorte porque o vento está de volta e chove a potes (e o frio?! brrrrrrrrrr!!!) mas pelo menos ontem conseguimos aproveitar e só metemos os pés em casa quando o sol se pôs. Agasalhas, lá fomos nós espairecer os miolos e fazer um reconhecimento do território após o temporal do fim de semana. E qual não foi o nosso espanto quando demos de caras com esta árvore enorme completamente estatelada no chão mesmo aqui ao pé de casa. "Ohhhh coitadinha da árvore mamã! era das minhas preferidas! ainda bem que não caiu em cima de um carro ou de uma pessoa", dizia a Rafaela entristecida pois ela é a Fada da Natureza e dos Animais e comove-se muito com estas coisas. Eu que não sou fada também me comovo e sinto um misto de admiração e respeito por esta força imensa. Quando a natureza se revolta não há homem que a segure, é impressionante. E lá continuámos as duas estrada fora até chegarmos ao jardim. As duas de mão dada e mil olhos para guardar a doida da Rafaela sempre aos pulos a querer trepar para todo o lado. "Olha que cais! vai com calma! tu não vês a lama? cuidado com os paus nos olhos!", enfim.... a minha mãe bem me dizia que quando temos filhos deixamos de ter sossego e é verdade! quando estão longe de nós (que não é o caso da Rafaela que só está longe de mim de manhã quando está na escola, porque de resto está sempre comigo) não conseguimos deixar de pensar se estará tudo bem e quando estão connosco todos os olhos são poucos para guardar estas criaturas talhadas para o disparate. Eu nem quero pensar como será daqui a uns anos quando ela crescer e começar a sair com as amigas e blá blá blá... nessa altura é que eu vou começar a envelhecer de preocupação... nessa altura vou perceber que as minhas asas de Anjo da Guarda não vão conseguir estar sempre ao seu lado e vou sofrer, vou vou... nessa altura vou ter que aprender a viver com o coração nas mãos pois por mais que uma pessoa queira não consegue proteger os filhos eternamente. A sorte é que ao crescerem também ganham outra responsabilidade (alguns!!) porque em pequenitos é a inconsciência total. Lembram-se das coisas mais disparatadas e às vezes, mesmo diante dos nossos olhos, pode acontecer um acidente porque só eles têm a capacidade de ser mais rápidos que a própria sombra. Por acaso tive esta conversa há uns dias com a Sofia do blog A vida a 4D que partilhou aqui um daqueles sustos que nos deixam em estado de choque, a tremer e lavadas em lágrimas! eu até gelei!... felizmente o Anjinho da Guarda do Vicente estava por perto.... mas como eu te compreendo Sofia! se com uma pirralha sabe Deus a tourada que é (ahhh pois porque quem conhece a Rafaela sabe bem a energia que esta criatura tem!) nem imagino o que será andar sozinha na rua com 4 filhos atrás, cada um a asneirar para o seu lado. Credo! deve ser de loucos!!! e por falar na Sofia, nunca é demais relembrar que esta entrou no concurso "Blogs do ano 2012"  lançado pelo Aventar e já passou à segunda fase na categoria Pais/Filhos. O voto é secreto mas eu votei nela e aproveito para fazer campanha (apesar de não ter muito jeito para estas coisas!) porque gosto de apoiar quem merece e aqui neste meu cantinho cor de rosa não há rivalidades. Sou peace and love! Enquanto algumas bloggers tentam esmagar as vizinhas do lado (ui!! há tantas!!) eu faço tranquilamente o meu trabalho, não entro em conversas de comadres e continuarei sempre a apoiar quem tem mérito. É esta a minha forma de estar na vida. Gosto da Sofia, admiro o seu trabalho como psicóloga e dei-lhe o meu voto na categoria Pais/Filhos aqui






Um dos pobres pinheiros do jardim também não resistiu ao temporal. "Mamã, mamã! vamos empurrar para ver se ele fica direitinho!".... missão impossível...


Como não conseguiu endireitar o pinheirinho foi apanhar uns malmequeres e colocou-os no chão, dentro do buraco junto às suas raízes. "O que é que estás a fazer Rafaela?".... "Estou aqui a por uns malmequeres para o pinheirinho não se sentir sozinho". Enfim, palavras para quê! um coraçãozinho de ouro 


Cogumelos giros por todo o lado! mas é favor não mexer ;-)


Ohhhhh, um ninho estatelado no chão! houve alguém que ficou desalojado :-(


Uhhhh a água lá embaixo deve estar gelada brrrrrrr!


ADOOOORO chapinhar! as galochas são muito fixes mamã!


O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui

6 comentários:

  1. Realmente o pinheirinho não se sentiu sozinho depois da Rafaela ter colocado os malmequeres junto dele! Um amor de criança :)

    Através das imagens consigo sentir o cheiro do dia de ontem! Parabéns Paula :)

    Um beijinho grandeeeee

    ResponderEliminar
  2. Quem fala assim não é gago!!!
    Muito bem dito!! Eu como leitora estou farta dessas rivalidades e por causa disso já deixei de seguir alguns blogs! já não tinha pachorra para tanta indirecta...
    A Rafaela é uma amor!
    ass: Felipa

    ResponderEliminar
  3. Adoro ver as tuas fotos :)
    Tens imenso talento e uma menina lindissima :p

    ResponderEliminar
  4. Lindas fotos e a pureza da Rafaela,mesmo encantador.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Muito obrigada pelos vossos comentários tão carinhosos.
    Obrigada mesmo ♥♥♥♥♥

    ResponderEliminar
  6. Por isso é que o seu blog marca a diferença. É uma pessoa genuína e isso sente-se. E a sua filhota é linda, linda. O carinho para com o pinheirinho, que coisinha tão docinha!

    ResponderEliminar