segunda-feira, 13 de maio de 2013

A injeção, a tarde tranquila, o gato e o desgosto

E não é que já sinto melhoras após a primeira injeção? bendito relmus e voltaren! a pica dói que se farta, deixa as pernas e as nádegas meias adormecidas, dá-me sono, fico a coxear durante uma hora... mas resulta! tenho para mim que é desta que me vejo livre destas malditas dores musculares... até porque ao fim das 6 doses as dores nas nádegas vão superar as das costas!!!!

A verdade é que já tive vários episódios destes ao longo da minha existência. O primeiro foi quando acabei o curso e comecei a trabalhar. Não estava habituada a passar o dia sentada e a cervical começou a queixar-se. Médicos, exames, tratamentos e a coisa foi ao lugar. Anos mais tarde tive a meu cargo o departamento de comunicação de uma revista e passava dias em acções de comunicação por este Portugal fora. Tanto conduzi que acabei por ganhar contraturas musculares na zona cervical. Vi-me grega para melhorar. Osteopata, médicos, fisioterapia e blá blá blá...

Depois as minhas duas gravidezes foram a "cereja no topo do bolo".... bye-bye costas sem dores :-/

Actualmente não passo horas a conduzir, nem estou grávida (nem está nos meus planos!) mas passo horas ao computador ou de câmara fotográfica em punho. Em suma: não nasci para estar parada! o meu corpo não gosta e os músculos começam a queixar-se. A isto junta-se o stress e a falta de descanso e surgem as contraturas musculares... enfim, não mata mas mói mas em breve estarei nos trinques (I hope!). Até porque não vejo a hora de me enfiar no ginásio porque sou a tal que não passa sem desporto.

Agora só tenho que ter juízo e descansar para que tudo volte ao normal. Felizmente o dia de hoje começou a mil mas acabou de forma tranquila. Depois do casting da Rafaela (que foi rápido e correu muito bem!) fomos as duas espairecer até ao Jardim de Oeiras. A Rafaela fartou-se de brincar com outra menina e eu aproveitei para "beber" um pouco da tranquilidade que por ali se sentia. Adoro este jardim cheio de árvores e recantos bonitos. Tem muitas sombras, o que o torna fantástico nestes dias quentes e soalheiros ;-)

Antes de irmos embora fomos dizer adeus aos patos e às galinhas e em seguida (para mal dos meus pecados) avistámos um gato que era uma ternura. "Olha um gatinho mamã! ohhh é tão mansinho! deve ser vadio! podemos ficar com ele?". E pronto, ali ficou a Rafaela. Ela e os gatos... ela e o desejo de trazer para casa todos os bichanos com que se cruza na rua.

O pior foi quando viu uns meninos aproximarem-se com o intuito de lhe fazerem mal com uma bola. Defendeu o bicho com unhas e dentes enquanto dizia "os rapazes são uns brutos! só fazem disparates! deixem o gatinho em paz!".

Escusado será dizer que veio atrás de mim num pranto de partir o coração. Chorou quase durante uma hora consecutiva enquanto exclamava com um ar do mais infeliz que se possa imaginar "Ohhh mamã, eu fico muito triste quando vejo um gato e não o trago para casa! tu sabes que os gatinhos e os camaleões são os meus bichinhos preferidos! e se os meninos voltaram para lhe fazer mal? e se nunca mais o vejo"... e blá blá blá...

Juro que se tivesse um quintal lhe arranjava um gato. A minha avó paterna também era doida por gatos. A Rafaela tem a quem sair.... mas não consigo imaginar um gato dentro de um apartamento... é tudo muito bonito mas depois ia sobrar para mim com pêlos, cocós e chichis para limpar... no way!






















Rafaela: Bolero LFT / vestido MIM / sandálias Sapatarias Coutinnho / colar Amor às Cores

Angel♥Luzinha Fotografia
Fotografo crianças, famílias, moda infantil, eventos e negócios (ateliers, lojas, artigos)
Ver serviços, preços e contactos aqui


O blog AngelLuzinha também está no facebook aqui

2 comentários:

  1. Um não dá muito trabalho ;) E mesmo o trabalho que dá, pela alegria que dá, compensa ;)

    ResponderEliminar
  2. Os gatos são bonitos, mas para mim, bem longe. Alergia ao pêlo.
    :)

    ResponderEliminar