sexta-feira, 19 de julho de 2013

Sofro horrores por ser assim...

Confesso que por vezes tenho pena de ser assim... demasiado lamechas e sentimentalista... sofre horrores e tenho que fazer um esforço para me alhear de certas coisas para bem da minha sanidade mental. Ontem a Rafaela chegou da escola com um misto de tristeza e euforia porque hoje será o último dia dos gémeos. Tristeza porque estão juntos desde os 5 meses e euforia porque não se calou enquanto não encontrou todo o material que procurava para fazer uma lembrança para lhes oferecer. "Tem calma mamã! Eu tenho mesmo que encontrar coisas da natureza porque eu adoro a Madalena e o Martim e nunca mais os vou ver na vida! Quero encontrar muitas coisas para o meu projeto!"

Achei um piadão à palavra projecto e à forma empenhada com que procurava folhas e florzinhas secas... mas ao mesmo tempo olhava para ela e fazia um esforço para esconder a tristeza e a vulnerabilidade da minha alma... quando a Rafaela entrou para o berçário (com 5 meses) os gémeos já gatinhavam e parece que estou a ver a Madalena a meter-lhe o dedo nos olhos e o Martim a dar-lhe uma palmadinha na cabeça! Naquele momento achei-os uns abutres de volta da minha bebé mas com o passar do tempo também a Rafaela começou a gatinhar e já andavam ali todos de um lado para o outro. Há 5 anos que estão juntos e se conhecem... 5 anos que passaram a voar.

Agora é hora de cada um seguir o seu caminho. Os gémeos já têm 6 anos e em setembro vão para a primária. A Rafaela ainda não vai para a primária este ano mas também irá deixar esta segunda família para ingressar no jardim de infância da sua futura escola primária (assim a transição será mais progressiva).

Felizmente sei que todos eles se vão voltar a reunir nas férias porque a escola que a Rafaela frequenta também tem ATL e é uma alegria ver os pintainhos que foram para outro lado juntarem-se ali no tempo de férias. É uma forma de manter os laços com os ex-colegas e com as educadoras que adoramos do fundo do coração. Um adeus que será um até breve... apesar de saber que tudo vai mudar.

Mas é a vida.... e infelizmente a Rafala é sentimentalista e lamechas como eu. Digo infelizmente porque sei que uma pessoa assim acaba sempre por sofrer. Quando gostamos de alguém é com todo o coração e quando ela diz que "nunca mais os vou ver na vida mas ainda bem que tenho muitas fotos deles" só me dá vontade de chorar... detesto o dramatismo associado à palavra nunca e detesto sentir o meu coração encolher. Mas sou mãe e para o bem dela não demonstro a minha fraqueza e tento relativizar estas coisas. "Deixa lá meu amor! Vão todos para escolas novas, vão fazer novos amigos e nas férias encontram-se de novo na escola antiga! É bom fazer novos amigos! A mamã e o papá também mudaram muitas vezes de escola! Faz parte da vida e do crescimento! A mamã até teve que deixar os avós no Alentejo para vir estudar para a escola dos muito grandes em Lisboa".

"Pois mamã, mas eu nunca vou sair desta casa! quero viver sempre contigo e com o papá!".

Enfim... estão a ver o que o meu marido sofre com a lamechice de ambas, não estão?
Felizmente é uma criança hiper sociável e está super mentalizada relativamente à escola nova (até já fomos conhecer as instalações há uns meses, se bem se lembram)... mas mesmo assim não é fácil para mim...

E aqui estão os trabalhos que fez para os amigos. Uma colagem com folhas e flores para a Madalena e um boneco de papel a jogar à bola para o Martim (que adora futebol!). E hoje de manhã meteu tudo delicadamente numa pasta e lá foi ela a caminho da festa de despedida. "Achas que eles vão gostar mamã? Sei que a Madalena vai adorar mas o Martim não sei porque os rapazes são um bocado brutos! Mas se ele gosta de brincar com rapazes também vai gostar deste de papel"...










Angel♥Luzinha Fotografia
Fotografo crianças, famílias, moda infantil, eventos e negócios (ateliers, lojas, artigos)
Ver serviços, preços e contactos aqui


AngelLuzinha no facebook aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário