segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Let's do it!

Já sabem que aqui a mamã é atacada pelo monstro das mudanças no inicio de cada estação! Nada escapa a esta coisa que se apodera de mim e me dá vontade de mudar tudo! O meu marido até costuma dizer que um dia destes também o ponho no vão das escadas! Naaaaaaa, no way! Ele que fique descansado porque isso não me passa pela cabeça ;-)

Isto para dizer que andava com vontade de pintar de branco um móvel que está no quarto da Rafaela, um móvel que já tem uma série de anos e pelo qual tenho (ou melhor, tinha!) uma certa estima porque foi dos primeiros que comprei nos meus tempos de solteira com os meus primeiros ordenados. O dito cujo acabou por vir morar connosco quando nos casámos (já lá vão 10 anos) e ficou num dos cantos do escritório que virou quarto de princesa quando a Rafaela nasceu. Nesse momento tudo saiu dali para dar lugar a um paraíso encantado em tons de branco e rosa pastel. Tudo menos o dito móvel que está cheio de roupa e dá imenso jeito. A estima passou então a ódio (de estimação!) e a uma vontade enorme de o atirar pela janela (calma! a minha loucura ainda não chegou a esse ponto!)... mas já não aguentava olhar para o monstro cor de mel que destoa por completo do quarto decorado com tanto cuidado e rigor. Ainda pensei em me desfazer dele mas depois onde é que ia arrumar as toneladas de roupa, lençóis e colchas? Deitava este fora e comprava outro? Isso também não! O dinheiro custa a ganhar e esbanjar não é comigo!

Para além disso, o dia que passei aqui serviu-me de inspiração para me meter nas aventuras da reciclagem! Thanks Irene ;-)
Hoje de manhã deixei a Rafaela na escola, fui tratar de uma série de assuntos e aproveitei para passar pelo shopping para comprar uma prenda para um amiga. É óbvio que não resisti a entrar em todas as lojas de decoração (que são a minha perdição a seguir às de roupa de criança!) e depois de ver tantos móveis brancos deu-se um curto circuito no meu cérebro: De hoje não passa! É hoje que o monstro fica branco de uma vez!

E assim foi. Às 15h00 (as usual) fui buscar a Rafaela à escola, lanchámos e a seguir rumámos à loja mais próxima. Depois do material comprado pensei em meter mãos à obra apenas no dia seguinte de manhã (enquanto sua excelência está na escola) mas desatou logo num pranto porque também queria ajudar (AJUDAR???? ohhh minha Nossa Senhora!! AJUDAR??)... "Não me digas que queres fazer isso tudo sozinha mamã! Nem pensar! Eu também quero ajudar!"... lá boas intenções tem ela mas temi o pior... é de ideias fixas como eu... quando mete uma coisa naquela cabecinha ninguém lhe troca as voltas... rumámos então até casa, vestimos as roupas de trabalho e toca de meter mãos à obra porque, afinal de contas, também eu estava em pulgas para começar (o papá bem se questiona qual das duas é a pior! eh eh!).  

Móvel limpo (suavemente lixado) e primário aplicado. Tudo com a ajuda da minha querida assistente que passa o dia literalmente colada às minhas pernas e quer colaborar em tudo e mais alguma coisa. Por vezes dou por mim aos gritos porque esta alma não se entretém a fazer nada sozinha, tem que estar sempre colada a mim e fala, fala, fala, pergunta, pergunta, pergunta, e quer fazer e quer experimentar e mais um beijinho e mais um miminho... é a continuação de mim própria, por vezes já nem sei onde acaba a Paula e começa a Rafaela.... no fundo ela dá aquilo que recebe pois da minha parte também tem sempre toda a atenção, diálogo e mimo do mundo (daí ela ser assim!)... mas por vezes fico doida... fico mesmo!

E o papá? O papá chegou do trabalho e deu de caras com o hall de entrada em pantanas (cheio de roupa, cadeiras e bonecas!) e com estas duas de volta da tinta, pincéis e jornais no chão. A Rafaela estava numa excitação e só dizia "A minha mamã é uma artista!" e vá de me encher de beijos e abraços. No fim já me dizia que amanhã não quer ir à escola para me continuar a ajudar! Naaaaaaa, amanhã vai para a escolinha porque vou aplicar a tinta e as pinceladas têm que ser rigorosas. Durante a manhã despacho o assunto e quando a for buscar já está tudo branco, limpo e arrumado nos devidos lugares. O primário vai secar durante a noite e felizmente nem cheira a nada (antigamente não se podia com o cheiro destas coisas! maravilhosa evolução!)... mas mesmo que cheirasse não havia problema porque a cama da bicharoca está aninhada no nosso quarto ;-)

Em suma: O monstro das mudanças anda por aqui a todo o vapor! Não se admirem se um dia destes o blog acordar cheio de flores, laços ou outra coisa qualquer.... já não seria a primeira vez! ;-)






Fotos tiradas pelo papá que para além de encontrar a casa de pantanas ainda foi obrigado a sacar da máquina para registar o momento!... ele só olhava e dizia "Ehhh que trabalheira! Mas vai ficar muito bem!"... pois vai, não tenho dúvidas 

AngelLuzinha no facebook aqui

5 comentários: