sábado, 7 de dezembro de 2013

O Zoo, o Pai Natal e a desilusão

O Jardim Zoológico convidou-nos para celebrar a chegada do Pai Natal e nós lá fomos pela fresquinha (brrrrr! frio frio!) dar as boas vindas ao homem das barbas brancas. Há muito tempo que não via o Zoo tão animado. Estava ao rubro com tanta criançada e diversão! O evento começou com o espetáculo dos golfinhos, seguido de um mini concerto do Ricardo Reis Pinto também em plena Baía. Palmas, gritinhos, gargalhadas, uma animação pegada rodeada destes mamíferos que apetece esborrachar com beijinhos. Adorava ter a oportunidade de nadar lado a lado com um deles, a sério! Mas no verão que aqui a mamã é das friorentas!

A desilusão veio a seguir. Quando eu era pequena não havia Pais Natais em lado nenhum. Era uma figura que só existia nos contos e no nosso imaginário. Hoje passa-se precisamente o contrário. Atualmente qualquer criança se cruza com resmas deles pelas lojas, shoppings, eventos e afins. E a Rafaela, que de parva não tem nada, já há muito que se apercebeu que são todos diferentes e que têm barbas falsas. O ano passado perguntou-me tantas vezes "Mamãzinha, estes Pais Natais não são verdadeiros pois não? São apenas pessoas vestidas de Pai Natal, não são?"... tanto me perguntou que eu acabei por confirmar que estes são realmente falsos. O verdadeiro é aquele que vive no Polo Norte e que ninguém consegue ver na noite de Natal.

A modos que hoje, entrou no Zoo radiante porque lhe disseram que ia ver o verdadeiro. Os olhos quase que lhe saltaram das órbitas. "A sério!!! Vou ver o verdadeiro? Aquele que vive no Pólo Norte? Vai chegar a voar no trenó com as renas?".

Explicaram-lhe que vinha de comboio e logo aí percebi que a coisa não começou bem. Assim que o avistou já não lhe tirou os olhos de cima para contemplar cada detalhe. Ali estava ele no comboio a distribuir montes de guloseimas pelas crianças. Não descansou enquanto não se sentou ao seu colo para o examinar como deve ser. E depois? Depois chegou ao pé de mim e exclamou desiludida e revoltada: "Enganaram-nos mamã! Mentiram-nos! Mentir é muito feio! Este Pai Natal é só um homem vestido de Pai Natal! Não é o verdadeiro! Eu vi a boca dele atrás das barbas postiças, tinha um buraquinho, não eram verdadeiras! O verdadeiro anda de trenó não anda de comboio! Para além disso, o verdadeiro não dá tantas guloseimas às crianças porque é nosso amigo e sabe que fazem mal! Mentiram-nos mamã! Este nem me perguntou o que é que eu queria para o Natal e o Pai Natal faz sempre essa pergunta!

Enfim, neste momento estive quase para lhe dizer que o verdadeiro não existe mas depois algo me segurou. Já percebi que não vai engolir esta história até à 4ª classe como eu (outros tempos!) mas controlei-me, tive pena de acabar ali com esta magia que torna esta época ainda mais especial... mas fiquei pensativa... a avaliar pela reação que teve hoje, posso imaginar o que sentirá quando descobrir que o verdadeiro que voa no trenó não existe. Eu sei bem o que isso é porque também me aconteceu!... e agora que estou no papel de mãe não sei o que fazer...

Quando percebeu que se tratava de uma imitação, achou tudo uma patetice. Virou costas e caminhou saltitante para os ateliers de pinturas. Pintou, desenhou, recortou, colou e até foi uma das artistas vencedoras do concurso de melhor pintura. Exorcizou energias nos insufláveis e para ali andou feliz da vida sempre alegre e bem disposta, mas, de vez em quando, lembrava-se e exclamava: "Não acredito que nos mentiram mamã! Aquilo não era nenhum Pai Natal! Não sabem que mentir é muito feio?".

Perante tudo isto nem eu nem o papá sabemos muito bem o que fazer. Contamos-lhe a verdade? Passamos a vida a ensinar-lhe que mentir é muito feio e andamos para aqui a mentir-lhe a torto e a direito sobre o homem das barbas brancas? Já nos perguntou diversas vezes se ele realmente existe. Cada vez faz perguntas mais complicadas. Cada vez apanha mais incongruências aqui e ali.... não sei... não vai ser fácil manter esta mentira camuflada de magia por muito mais tempo...

De qualquer forma, chegou a casa super feliz e cansada (cansada!? nem acredito!) depois de um dia inteiro no reino dos animais. No fim, como não podia deixar de ser, tivemos que ir visitar os amigos bichos e andar de teleférico (pela milionésima vez!). Parabéns ao Zoo de Lisboa que cada vez está melhor  








Entretanto, nesta altura do ano as solicitações são mais que muitas e foi com pena que não pude aceitar o convite da Blinka para estar presente no lançamento do livro bilingue "Green Bay" que decorria à mesma hora no Oceanário de Lisboa. "Green Bay" conta-nos as aventuras de três amigos que decidiram lutar contra o impacto que o comportamento humano tem no ambiente. Este é o primeiro livro da trilogia Tuggy & Friends onde nos vamos apaixonar por esta simpática tartaruga que tem como missão fazer a diferença no mundo ;-)



AngelLuzinha Fotografia
Trabalhos realizados no local selecionado pelo cliente ou em estúdio
Fotografo crianças, famílias, moda infantil, eventos e negócios (ateliers, lojas, artigos).
Ver portfólio, serviços, preços e contactos aqui

AngelLuzinha no facebook aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário