terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Ser mãe é #14

Salvar uma aranha logo pela manhã porque isto de ser mãe de uma Fada dos Animais tem muito que se lhe diga. Vi jeitos de chegar atrasada à escola porque o salvamento complicou-se...

"Mamã, mamã está aqui uma aranhinha!"

E lá fui eu de chinelo em punho pronta para esborrachar a dita cuja porque se há coisa que eu detesto são aranhas.

"Nem penses mamã! Vamos salvar a aranhinha! Os animais pertencem à natureza e ela até pode ter família! Temos que a salvar!"

E lá fui arrepiada (não suporto aranhas, a sério!) buscar um pedaço de papel higiénico para salvar a bichinha que passeava junto à banheira. Era minúscula e magrinha mas ágil e teimosa! Eu queria que ela ficasse sossegada em cima do papel e ela vá de fugir. Quase que me subia pelas mãos acima..... blaccccccc que horror!

No fim lá consegui que ficasse imóvel em cima da tampa da caixa da plasticina... e atirei-a pela janela. Missão cumprida! Safou-se do chinelo mas não sei se vai safar-se da chuva que cai lá fora. Se não souber nadar vai afogar-se numa das poças que povoam os passeios. Está um dia para lá de pavoroso. São 10h00 da manhã mas parecem 6 da tarde. Haja aranhas, Fadas dos Animais e boa disposição para sorrirmos nestes dias tãããããão cinzentos ;-)


Sem comentários:

Enviar um comentário