quarta-feira, 26 de março de 2014

Obrigada ♥

Não sou pessoa de me gabar nem de criticar ninguém. Não alinho em conversas de comadres nem em mexericos. Gosto de viver a minha santa vida sem me meter na vida dos outros. Quem me conhece pessoalmente sabe que é verdade. Mas também gosto (e faço questão!) de agradecer a quem me mima e a quem me toca o coração desta forma. Sou uma pessoa de afetos e emoções. Adoro este blog que nasceu com a Rafaela. Este cantinho é a extensão da minha alma e nunca me passou pela cabeça que um dia fosse visitado por tantos milhares. Não era essa a intenção! Afinal de contas tudo começou como um diário... um diário que se tornou público por engano... porque na altura não percebia nada do blogspot e um dia fiz asneira nas definições! Quando me apercebi tinha uma seguidora registada e entrei em pânico! Pensei que era um pedófilo ou alguém com más intenções. Só depois de falar com uma amiga minha (já batida nestas coisas dos blogs) percebi a asneira que tinha feito nas definições... enfim, tanta coisa mudou desde então! Mas o amor, a verdade, a paixão e a dedicação com que escrevo cada palavra permanecem intactos. Por isso mesmo, faço questão de agradecer desta forma, a uma das minhas queridas leitoras pelo comentário que deixou ontem neste post. O meu coração de manteiga ficou totalmente derretido!

"Olá querida mamã da Rafaela
Quero dar-te os parabéns pelo blog e pela pessoa querida que és! Este é o blog português de mamã e filhotes que mais adoro, devido ao grande exemplo de passagem de valores, muita simplicidade e amor! Aqui é tudo simples, genuíno, as regras são as que mais importam nesta vida. As roupas e os brinquedos não precisam de ser caros, aqui dá-se muito valor à natureza, aos bons momentos em família, aqui encontra-se uma família muito feliz com o que tem, sempre bonita e encantadora! Mais uma vez te digo que te admiro imenso pela coragem de modificares a tua vida para estares mais tempo com a tua bicharoca fofinha. Beijinhos."



3 comentários:

  1. :) Não fazia ideia que te tinha tocado tanto! Eu é que agradeço este post, de coração!

    ResponderEliminar
  2. Também não sou de me meter na vida de ninguém e vim ter a este blog através de um link.
    Vai-me desculpar a franqueza, mas não acha que alguém acredita que fez um blog por engano, pois não? Não é concerteza assim tão ingénua. Quem quer fazer um diário, tem duas hipóteses: ou o faz com papel e caneta, ou escreve no word, cria um a pasta e guarda. Não se põe online a escrever.
    Diga antes que gosta de comunicar, gosta de se mostrar e de mostrar a sua filha, gosta de mostrar o seu trabalho, e a melhor maneira de o fazer é através de um blog. Assim já concordo. Agora por engano, por favor...
    Desejo-lhe no entanto muitas felicidades e espero que nunca se arrependa de expor tanto a sua filha.
    IM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Anónimo, vejo que segue o meu blog há meia dúzia de dias pois se o fizesse há mais tempo jamais escreveria um comentário com estas perguntas despropositadas. Mas como chegou aqui há pouco tempo, tenho todo o gosto em explicar-lhe como tudo começou. Tenho a família toda longe por isso, quando a minha filha nasceu, comecei a fazer um diário em papel. Meses mais tarde optei por fazer tudo em word porque assim conseguia enviar os ficheiros para os meus pais para que pudessem estar a par das novidades da netinha, das suas primeiras palavras, gracinhas, etc. Não tinha qualquer ligação com este mundo dos blogs até ao dia em que comecei a seguir o blog de uma grande amiga minha. Nesse momento percebi que uma plataforma deste género proporcionava um registo muito mais bonito e interessante que os documentos em word. Criei o blog, passei para aqui tudo o que tinha escrito em papel e em word mas não o tornei publico. Só os meus pais e alguns familiares o conseguiam visualizar. Até ao dia em que me enganei nas definições e o tornei publico sem dar por isso. Acredite ou não, foi assim que tudo se passou. Há 6 anos o blog era muuuuuuito diferente. Muita coisa tem mudado ao longo deste tempo. Mas convido-o a ir ao arquivo (que se encontra na barra lateral do blog) e visitar os posts de 2007, 2008 e por aí em diante. Vai perceber!
      Tenho pena que venha aqui ao meu cantinho debitar estas palavras sem se dar ao trabalho de ver o que está para trás. Sim, adoro comunicar (aliás, sou licenciada em Comunicação Social no ISCSP e especializada em Marketing e Publicidade). A minha vida profissional tem sido passada na rádio, agências e revistas antes de ter abraçado a fotografia profissional. Em relação à minha filha, faz parte de uma agência, faz trabalhos, não aparece apenas no blog mas em muitos outros trabalhos e locais. Aliás, somos inseparáveis, vai comigo para todo o lado (não tenho a bênção de ter família/avós por perto que possam dar uma ajuda pontualmente), por isso acompanha-me para todo o lado. A exposição é uma consequência natural do meu trabalho.
      De qualquer forma, agradeço imenso a sua preocupação ♥

      Eliminar