quinta-feira, 10 de abril de 2014

É uma necessidade, uma paixão, uma forma de estar na vida...

Ontem ao serão agarrei-me ao baú das fotos. Umas impressas outras em arquivo digital... são milhentas! O meu marido costuma dizer que os fotógrafos não vivem o presente porque estão sempre preocupados em registar tudo para a posteridade. Será que tem razão? Não sei! É um ponto de vista... mas de facto sou viciada em registar o presente para mais tarde recordar. Tenho uma necessidade imensa de registar tudo... uma necessidade de guardar aqueles momentos... uma necessidade de parar o tempo que me foge entre as mãos... uma necessidade de beber, saborear e guardar tudo o que me faz feliz. Não coleciono coisas. Coleciono momentos, emoções e sorrisos. A fotografia é o back up da minha alma.

Ontem parei-me nesta foto da minha bebé. Sim, nesta altura ainda era bebé! Tinha 28 meses e estava concentradíssima a fazer bolinhas de sabão. Adoro a paz, a serenidade e a inocência que transmite... e dou por mim a pensar porque é que o tempo voa? Desde que sou mãe tenho a sensação que o relógio ganhou asas porque a vejo crescer tão depressa... por isso é que me sinto tão bem a fotografar e a registar... é a minha forma de viver e saborear o presente... é assim que domino o tic tac do relógio... é assim que guardo tudo para mais tarde recordar 


AngelLuzinha Fotografia
Contactos, serviços e preços aqui

1 comentário:

  1. Até eu adorei ver.
    A minha filhota está agora com pouco mais de 28 meses... Está a ser tudo alucinante de tão ráoido, todos os dias penso nisso! e só de imaginar que tive um problema no computador e estou em risco de não conseguir recuperar as fotos desde bebé...

    ResponderEliminar