sábado, 14 de junho de 2014

Por mim...

Adoro o verão mas por mim os termómetros nunca subiam acima dos 26 graus. Não tenho uma boa relação com o excesso de calor. Fico mais rabugenta e impaciente que certas crianças (para já não falar na tensão baixa). Chego a um ponto em que ninguém me consegue aturar! Em casa estou fresca mas, ao fim de umas horas, começo a subir às paredes porque a Rafaela já não se aguenta sossegada. Relaxar??? É para esquecer!

Vou para a rua e começo logo a passar-me com o calor do carro (aqueles minutos em que o AC ainda não se sente são desesperantes!). Fico doida com o transito, com os acidentes, com o calor e com as filas na ponte. Para já não falar na falta de estacionamento e nos parquímetros ao fim de semana (esse roubo público inqualificável!). Em suma, uma pessoa quando chega à praia já vai cansada! Hoje aterrámos na areia às 17h30 (como é hábito) e mesmo assim estava um calor dos diabos. "Que horror, parecem 3 da tarde!", pensei eu. O papá e a Rafaela só olhavam para mim e diziam "Hoje a mamã não se aguenta, está impossível!".

Felizmente não apanhámos transito... e até tínhamos um lugar à nossa espera. Não tivemos que dar quinhentas voltas ao quarteirão (vá lá!). Felizmente lá comecei a relaxar depois de uma corrida e de uns quantos bolos de areia (estou sempre de serviço! não me livro de carregar água e areia para a nossa pastelaria!). Entretanto, o Sol começou a descer no horizonte e a calmaria da hora mágica apoderou-se de mim. Já sabem que sou completamente apaixonada pelo pôr do Sol. Adoro a luz ténue e dourada que cobre os corpos e tudo em redor. Relaxa-me, inspira-me. Por mim os termómetros nunca subiam acima dos 26... por mim o pôr do Sol durava 24 horas... por mim tinha uma praia privada mesmo à porta de casa... por mim era já agosto para rumarmos ao nosso paraíso de férias... 


AngelLuzinha

Sem comentários:

Enviar um comentário