domingo, 27 de julho de 2014

Uma nova forma de amar

Adoro vê-las correr atrás uma da outra numa alegria que transcende todos os limites. Na quinta feira fez um mês que a Amélie entrou para a nossa família e o balanço é ESPETACULAR! Temos uma adoração pela raposinha que nem calculam! É uma espécie de eterna bebé. Tem dois anos e pouco (segundo a avaliação que a veterinária fez pela dentição) e já não cresce mais. Pesa apenas 2.300Kg e vai ser sempre assim, fofinha, doce e minúscula. A quem a abandonou desta forma dantesca só posso desejar o pior. 

Porta-se como uma princesa, não faz disparates, porcarias nem barulho (só ladra quando ouve a campainha) e é de uma doçura inexplicável. Adora rebolar-se na relva e é doida pelas suas bolinhas! Quando quer brincar tira-as da caixa (com a boca e com as patinhas) e começa a puxar-nos! É a coisa mais querida de se ver! Um amor de quatro patas que arrebatou por completo os nossos corações. Parece uma raposa bebé de peluche (é arraçada de potengo e chihuahua) e é mimada por nós até mais não 


A Rafaela também já lhe apresentou o gato a pilhas e foi um fartote de rir! Primeiro ficou a olhar para ele como quem diz "Mas que raio de coisa é esta que mia e anda de uma forma tão estranha???"... a seguir aproximou-se amedrontada... e depois cheirou... e tornou a cheirar... e ficaram grandes amigos! 

Memmmm este gato é bastante mais simpático que estes


E eu que só pensava arranjar um quatro patas quando me reformasse! Se soubesse o que sei hoje já tinha feito a vontade à Rafaela há muito mais tempo! A única coisa menos agradável é ter que a levar à rua antes de me deitar (para fazer as suas necessidades!) e ter que fazer 240km para a deixar no Alentejo com os meus pais para ir de férias ou de fim de semana prolongado para um local onde não a possa levar (porque de resto anda sempre connosco). Quando o amor é grande tudo se faz com uma perna às costas e aqui a mamã está completamente maravilhada (e rendida!) a este amor tão fiel, tão puro, tão genuíno 


Sem comentários:

Enviar um comentário