quarta-feira, 2 de julho de 2014

Uma semana de Amélie

Fez ontem uma semana que a Amélie entrou para o nosso agregado familiar. O balanço é para lá de maravilhoso. Nem acredito que estou a dizer isto! Só me passava pela cabeça arranjar um cão quando me reformasse e não tivesse mais nada que fazer na vida. Para além disso, sou uma pessoa altamente enojada, ou seja, sou obcecada com as limpezas e arrumações! Estão a ver, não estão? Como é que uma pessoa como eu podia ter um cão em casa? Mas a vida é uma caixa de surpresas e só vos digo que estou imensamente feliz por ter acolhido esta raposinha que não se aguenta de querida. Contudo, tenho que dar mais uma vez os parabéns à Andreia porque esta cadela não existe! Não faz disparates nem porcarias, só ladra quando alguém toca à campainha e passa o dia deitada na sua almofada ou atrás das nossas pernas a pedir miminhos. Está connosco apenas há uma semana mas já não imaginamos esta casa sem ela! Adaptou-se lindamente a nós e às nossas rotinas. Tem sido mimada como uma verdadeira princesa 


Quando chegamos a casa é a loucura! Põe-se de pé nas patinhas traseiras, salta, corre e deita a cabeça nos nossos joelhos. Só relaxa quando a enchemos de mimos. Chegar a casa e ser recebida com esta alegria não é bom, é óptimo!


De manhã, enquanto estou no computador a trabalhar, ela dormita no ninho ou na almofada. Nem se ouve. De vez em quando levanta-se, vem ao pé de mim e coloca as patinhas nos meus joelhos para dizer um "Olá!". Olho para ela, dou-lhe um miminho e lá vai ela outra vez para o seu retiro. 

Às 15h00 vem comigo buscar a Rafaela à escola e começa a brincadeira! Gosta de ir à rua mas é definitivamente um cão de casa. O seu passado de sofrimento e abandono fez dela uma cadela altamente carente. Na rua sente-se insegura e se alguém lhe chega ao pé fica apavorada. Treme e encolhe-se debaixo das nossas pernas. Mete dó! Não deixa ninguém chegar perto. Assusta-se com tudo. Por isso mesmo, é em casa que se sente verdadeiramente segura e mostra o seu lado brincalhão. Adora a sua bolinha! A Rafaela atira e ela vai buscar. Corre que nem uma desalmada pelos corredores com aquele ar de raposinha! É o máximo!... mas cansa-se depressa para desespero da dona que só quer correr e saltar!...e lá vai a Rafaela ter com ela a chamar-lhe soneca e preguiçosa :-))



Em casa também há monstros! Morre de medo do aspirador, do secador e da Estrelinha! Assim que os avista refugia-se debaixo dos bancos da cozinha...


A Rafaela estava com medo de lhe apresentar a Estrelinha porque pensava que ela lhe podia fazer mal... mas enganou-se redondamente! A pobre Amélie ficou petrificada. Nem se mexia, tremia por todo o lado...


Também não gostou de ir ao SPA! Ficou apavorada. Não se deixava agarrar. Obrigada Marta pela paciência e pelo profissionalismo! Foi preciso muita calma para a conseguir tosquiar, dar banho e cortar as unhas. Ficou um mimo! E eu aprendi tanta coisa... afinal de contas, sou mãe de primeira viagem neste universo canino :-)



Ao jantar faz-nos companhia (adora estar debaixo da mesa à espera que um de nós lhe dê um petisco!). A seguir levo-a à rua e regressa ao ninho onde dorme tranquila toda a noite. Adora a manta cor de rosa que lhe comprei! Puxa-a, enrosca-se e tapa-se até às orelhas. Por vezes, ao serão, ainda se deita num dos sofás (tem uma almofada só para ela no cantinho que mais gosta) e regressa ao ninho quando nos vamos deitar.

Não está autorizada a entrar nos nossos quartos, nem na casa de banho. Quando acorda de manhã põe-se à porta do quarto a farejar. Ninguém a ouve. Só eu! Tenho um sono leve e ouço aquele narizinho a farejar. Assim que abro a porta fica doida de alegria! Põe-se de pé, rebola-se... é uma animação!


E a Rafaela? Anda encantada com a sua bichinha. Só refilou com ela por causa do sofá porque a raposinha insistia em sentar-se no seu lugar. Pareciam duas irmãs à disputa. "Mamã, mamã ela está no meu lugar! Levanta-ta Amélie! Levanta-te! Aqui sou eu!".

E assim se passou uma semana na companhia desta fofura de quatro patas 


AngelLuzinha

Sem comentários:

Enviar um comentário