terça-feira, 23 de setembro de 2014

Coisas que se ouvem aqui em casa #4

"Rafaela, vai abrindo os olhinhos porque são horas de levantar!"

(silêncio... )

"Rafaela, não ouves? Vai abrindo os olhos para acordares com calma e não termos que andar a correr logo de manhã!"

(silêncio... mais silêncio... e eis que surge um grito que se deve ter ouvido no terceiro andar)

"NÃO QUERO SABER! Eu não quero ir à escola! Estou cheia de sono! Ainda agora me deitei!"

"Rafaela, baixa o tom de voz se faz favor e levanta-te para eu não ter que me aborrecer. Dormiste 11 horas seguidas! 11 horas! Está mais do que na hora de te levantares, ouviste?"

"Mas continuo cheia de sono! Isto não são horas de uma criança se levantar!"

(aqui tive que me conter para não desatar a rir!)

"Rafaela, eu também tenho sono e não estou com esses modos. Levanta-te se faz favor porque não podes chegar atrasada. Os horários são para cumprir."

"Não te preocupes mamã. Se eu chegar atrasada o problema é meu, não é teu!"

"Ahhh é? Isso é assim? E tu não és minha filha? Achas que eu quero que a minha filha chegue atrasada à escola? Se chegares atrasada é a mim que me chamam a atenção porque sou tua mãe e tenho que zelar por ti!"

(lá se levantou num pranto que metia dó. Arrastou-se até à casa de banho. A seguir foi para o quarto. Sempre a chorar, sempre a protestar. E toca de chorar enquanto a vestia... os vizinhos devem pensar que a esfolo todos os dias...)

"Eu não quero ir à escola mamãzinha, tenho muito sono! Por favor, deixa-me ficar contigo!"

"Ohhh querida, o sono já passa! Daqui a pouco já estás bem disposta, vais ver!"

"Mas eu só quero estar contigo mamã! Tu não percebes?"

"Ohhh minha querida, a mamã percebe mas o 1º Ciclo não é como o JI. No JI podias faltar mas agora só podes faltar se estiveres doente, compreendes? Agora tens muitas coisas para aprender e se faltares começas a ficar para trás, percebes?"

"Então liga à professora e diz que eu estou doente, pode ser? Vá lá mamã!"

"Não digas disparates que Deus ainda te castiga! Não me digas que preferias estar na cama com um febrão do que ires à escola!?" 

"Sim, preferia! Se estivesse doente podia dormir e passar o dia contigo!".

Enfim, todas as manhãs é esta tourada. Chora que se farta. Vejo-me grega para a tirar da cama. Sempre foi assim... não é nada que eu não soubesse!... e o Inverno ainda mal começou... nem quero pensar como será naqueles dias gelados de chuva... que horror...

Adora a escola, adora a professora e os colegas mas detesta acordar tão cedo. Quando chega ao carro já vai bem disposta. Fica na boa e entra na sala com um sorriso fantástico naquela cara linda... mas só eu sei a camada de nervos que apanho antes. Queixa-se que tem pouco tempo para brincar e estar comigo. Sempre a fui buscar depois de almoço. Foram 6 anos de escola em part-time. Agora tem que ficar lá até às 17h00 porque as aulas acabam a essa hora (e mesmo assim continua a ser uma sortuda porque a maior parte dos colegas ainda fica nos tempos livres até às 19h00). Mas custa-lhe. Todos os dias me pergunta se a posso ir buscar mais cedo. "A minha vida agora é só escola! Chego da escola, tomo banho, faço os trabalhos de casa e mal tenho tempo para brincar e estar contigo no miminho!".

Por isso mesmo, decidimos acabar com as atividades extra escola. Ele precisa de ter tempo livre para fazer o que lhe apetece. É importante para o seu equilibrio emocional. Acabou-se a natação ao fim do dia (até porque tem ginástica 3 vezes por semana na escola). Depois das 17h00 é para fazer os TPC, relaxar, brincar e ter os mimos da mamã (que continuam a ser tudo para ela).

Na semana passada a Diretora terminou a reunião com esta frase: "Os pais nunca se podem esquecer que as crianças também precisam de tempo para serem apenas crianças". Eu não diria melhor. Subscrevo na integra 




AngelLuzinha

6 comentários:

  1. Com algumas variações, mas sim, também temos dramas semelhantes... e depois o meia-leca de 2anos (quase 3) que começou o JI é o oposto (por agora), levanta-se tipo flecha e aí que se não andamos de roda dele a prepará-lo e "xila" às costas que se ouve um "mamã, anda!"... god mãe sofre :P

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Uma pessoa depois até se ri mas no calor do momento é de bradar aos céus!... não é fácil, não é não senhora...

      Eliminar
  3. Ufa, estou mais aliviada! Vejo que o drama das manhãs não acontece só comigo :) Amanha é um novo dia...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, eu também fiquei mais descansada! Parece que o "mal" é geral :-)))))
      Haja paciência!

      Eliminar