terça-feira, 18 de novembro de 2014

Ser mãe é #33

Já viram isto? As crianças têm com cada uma! Há três dias que ando atrás dela para lhe cortar as unhas. Quando chega da escola diz-me que não quer porque é uma perda de tempo e a brincadeira não pode esperar... antes do banho não lhe dá jeito porque tem fome e quer despachar-se... depois do banho também não lhe convém porque quer lanchar e fazer os TPC. A seguir são horas de jantar... e depois já é tarde... tudo serve de desculpa para adiar a coisa para o dia seguinte. Diz que não gosta de andar com as unhas curtas porque lhe doem. E lá se vai adiando o corte até eu me passar da cabeça. Ontem chegou-me da escola com as unhas negras! E vá de meter as mãos na boca porque tem o péssimo hábito de roer as peles das pontas dos dedos. Não roí as unhas mas devora as peles de uma forma aflitiva. Passei-me!  

"Tu já viste as tuas unhas Rafaela? Parece que andaste a cavar!"

"Andei a fazer rodas e pinos no recreio!"

"De hoje não passa! Tu já viste a quantidade de micróbios que acumulas nessas unhas? És cheia de princesices para umas coisas e depois passas o dia com as mãos encardidas na boca? Tu já viste como tens os dedos? Não tarda arranjo-te uma chucha para ver se deixas de roer as peles desta maneira!"

"Ohhh mamã, eu já não sou bebé!"

"Então se já não és bebé pára de meter as mãos na boca porque isso é uma tremenda porcaria. Ainda arranjas alguma doença! Já viste como tens as unhas? Vai desencardir essas mãos imediatamente e a seguir vem para aqui porque não voltas a sair de casa enquanto não as cortares. Que vergonha! Tu já viste se a mamã andasse com as unhas assim? O que é que tu dizias?"

"Ohhh mamã, mas as unhas estão boas! Tu já sabes que eu não gosto de andar com as unhas muito curtas!"

"Acabou a conversa Rafaela. Não quero ouvir mais desculpas. As crianças não podem andar de unhas compridas porque ficam a meter nojo. Ponto final."

E lá lhe cortei as unhas enquanto ela suspirava de trombinhas. Para o que lhe havia de dar! Uma pessoa tem que ter uma paciência do tamanho de um camião. Para a próxima corto-lhe as unhas enquanto dorme... voltamos aos tempos de bebé mas tem que ser.


Ser mãe é isto e muito mais... outros dilemas aqui no blog.

AngelLuzinha

2 comentários:

  1. ahahahaha... posso só imaginar... mas por aqui dão-se gargalhas ao ler as tuas histórias maravilhosas... <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahhh pois!!!! Visto assim até dá graça mas no calor do momento é de bradar aos céus! Uma pessoa fica doida...

      Eliminar