sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

Uma refeição simples, saudável e deliciosa... para fugir da cozinha rapidamente!

Quando é que inventam um comprimido maravilha para tomarmos de manhã e ficarmos devidamente alimentados para o resto do dia, sem termos que pensar em refeições e idas ao supermercado? Sim, porque esta coisa de uma pessoa ter que comer para viver é uma canseira constante. Um comprimido deste género ia fazer tantas famílias felizes... se os produtores e as cadeias de hipermercados me ouvem ainda me processam ah ah ah!
Mas conseguem imaginar o tempo e a paciência que nós ganhávamos? Uma pessoa tomava uma dose de manhã e ficava despachada para o resto do dia. Só não o ingeríamos naqueles dias em que apetece preparar um banquete e estar à mesa no convívio (tipo Natal, aniversários e afins). Nessas ocasiões é que comíamos e cozinhávamos a sério.

Para mim era perfeito... mas enquanto isso não é possível tenho que continuar a alimentar-me de três em três horas porque este meu estômago não consegue estar vazio durante muito tempo (começo logo a tremer com tensão baixa). Tenho que andar sempre com iogurtes, peças de fruta e sandes atrás... uma canseira! Para já não falar nas idas constantes ao supermercado porque a despensa nunca está completa numa casa de família (e somos só três! Nem imagino o que será nas casas com três e quatro filhos!).

Odeio cozinhar (não é novidade para quem segue o blog) e ainda bem que tenho um marido com veia de Chef que me tira este fardo de cima. Na brincadeira até costumo dizer que foi por isso que me casei com ele ah ah ah! Cozinho lindamente mas é daquelas coisas que só faço porque tem mesmo que ser. Por isso, vou tratando de tudo o resto (até porque tenho a mania das limpezas e adoro ter a casa sempre impecável) e deixo a cozinha para ele. E quando o maridão não está ou chega tarde? Tenho que arregaçar as mangas, pois claro! Toca a pensar numa refeição fácil, saudável e deliciosa porque a Rafaela tem que se deitar cedo para não acordar rabugenta (o que não é fácil porque tem sempre um acordar muuuuuito complicado... nem que durma 15 horas seguidas!).

"Rafaela, o papá hoje não está. O que é que queres que a mamã faça para o jantar?"
"Ervilhas com ovos!"

Uma refeição que faz as delicias de todos aqui em casa e se prepara em meia hora.

- Sopa de agrião e abóbora com croutons (tenho sempre sopa feita, não passamos sem ela!)
- Ervilhas com ovos e hambúrgueres de atum para acompanhar

Cozo as ervilhas na panela de pressão (depois de cozidas escorro a água).  À parte faço um refogado com azeite, cebola, alho, louro, coentros e uns pedacinhos de chouriço. Depois adiciono as ervilhas ao refogado e deixo ferver um bocado em lume brando. A seguir junto dois ovos batidos, mexo e já está! É o que dá ter uma mãe algarvia (sou alentejana da parte do meu pai) que sempre apostou numa alimentação saudável. Esta receita fez parte da minha infância e hoje sou eu que passo o legado.

Os hambúrgueres de atum são da Bom Petisco e vão para a frigideira apenas com um fio de azeite para não se colarem ao fundo.


E com isto são horas de almoço... lá vou eu recarregar as baterias outra vez... vejam lá mas é se inventam o tal comprimido rapidamente... aqui a mamã agradece ;-)

AngelLuzinha

Sem comentários:

Enviar um comentário