quinta-feira, 9 de abril de 2015

Monstros reais #3

Acabei de ver esta notícia. Estou gelada. É o tipo de notícia que me perturba profundamente. Ontem, um pai matou o filho de três meses à facada em Linda-a-Velha/Oeiras... brutal... uns dizem que tem perturbações mentais, outros dizem que tem problemas relacionados com o consumo de álcool e drogas. A verdade é que um inocente morreu e não há nada que justifique uma brutalidade deste género. Não consigo imaginar como estará o coração daquela mãe... pobre inocente, pobre mãe... que Deus a ajude e lhe dê forças... se é que Deus existe porque também tenho as minhas dúvidas! Acredito em Deus mas acho que já abandonou a espécie humana há muito tempo... provavelmente deixou de acreditar nestes seres que se dizem humanos e racionais...

Que pena se dá a um homem, ou melhor, a um animal (sem querer ofender os animais que tanto prezo e estimo) que faz uma coisa destas? A pena de morte (caso houvesse) seria algo soft. Ser cortado às fatias também não seria a melhor opção porque este animal merece viver com o peso da sua consciência para o resto da vida. A sua consciência será o seu maior calvário. Se já tem problemas mentais ficará louco de vez quando acordar para a vida e perceber que nunca mais vai conseguir adormecer sem que a imagem do crime que cometeu lhe martele na cabeça. Merece apodrecer na cadeia  e só tenho pena que não haja prisão perpétua em Portugal. A prisão perpétua seria, na minha opinião, a melhor pena para aplicar a este ser abominável. Ligou para mulher a dizer que matou o filho e a seguir confessou o crime. Aqui não há dúvidas. Este animal merece acabar os dias atrás das grades juntamente com a sua consciência... mas será que tem consciência? Não sei, mas se não tem vai acabar por sentir o peso dela porque na cadeia não há simpatias para quem comete este tipo de crimes.

Não desejo mal a ninguém mas a um monstro deste género só posso desejar o pior dos piores... e que se faça justiça como deve ser. Pobre bebé, pobre mãe...


AngelLuzinha

2 comentários:

  1. Mesmo.....ainda hoje acordei com a imagem do pobre anjinho inocente com uma faca espetada no coração, como é que é possível uma coisa destas? Não há palavras....

    ResponderEliminar