terça-feira, 11 de agosto de 2015

Quando o sol beija o horizonte

É a hora do dia que mais gosto e só nas férias a consigo saborear como deve ser. No resto do ano é para esquecer porque coincide com banhos, jantar e afins. Mas nas férias o ritmo é outro e ninguém me arranca da praia ou da janela quando o sol se aproxima do horizonte. Sou viciada na paz e no ambiente celestial que se gera neste momento em que a luz cobre tudo de dourado. Não gosto da noite. Sou diurna por natureza mas este momento é simplesmente majestoso. Pena durar tão pouco... por isso é que é tão especial! Por mim podia durar 4 horas.... 4 horas debaixo desta luz ténue e ímpar... podia durar mas não seria a mesma coisa. A beleza reside precisamente nos escassos minutos em que ele se aproxima, beija e mergulha no horizonte.





Praia de Porto Novo no Vimeiro do nosso coração. A imagem da Santa Rita neste rochedo. A forma como ela abraça este mar imenso. Há qualquer coisa de muito forte que me prende a esta praia... ainda mais enigmática ao final do dia... maravilhosa!





Também nos podem seguir no  Instagram e Facebook

2 comentários:

  1. Passei um fim de semana o ano passado nessa praia, num hotel pequenino do outro lado da estrada e adorei! Era só atravessar a estrada e estávamos na praia que era calma (pelo menos no fim de semana que fomos) havia sítio para comer na mesma zona, é fantástico para quem quer estacionar o carro e descansar sem stress.
    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida Dora ;) Nós já não queremos outra coisa! Uma pessoa tem a praia e a serra ao alcance das pernas, é um descanso. Por ali respira-se a mais pura tranquilidade. Até já dou por mim a dizer que quando me reformar quero ir viver para lá :-))))) daqui a quinhentos anos...

      Eliminar