quarta-feira, 6 de abril de 2016

O jardim da Rafaela

As plantas e as flores são a sua maior paixão logo a seguir aos animais. Passa a vida a juntar dinheiro para comprar a sua quinta (não quer ficar com  a nossa casa de campo no Alentejo, onde tem terreno sem fim, porque diz que quando for grande quer continuar a viver em Lisboa perto de nós... só não sei onde é que vai comprar uma quinta em Lisboa!) e enquanto não concretiza o sonho vai-me transformando a casa numa espécie de bosque (já que a mamã não a deixa transformar num Zoo porque vivemos num apartamento e eu não quero mais bicharada porque isto é tudo muito bonito mas sobra sempre para mim!).

A verdade é que todos nós nascemos com queda para isto ou para aquilo e ela nasceu com esta paixão gigante pelo reino animal e vegetal! Delira com as aulas de Estudo do Meio, traz para casa todo o tipo de sementes e ervas que apanha na rua e quando entra num supermercado vai direitinha à secção de jardinagem. A modos que, nas férias da Páscoa, lá cumpri com a minha promessa. Comprei terra e deixei-a semear as sementes de tomate que comprámos no Lidl, as de salsa que trouxemos do Alentejo e umas que o Tio Pedro lhe deu e que supostamente vão dar umas flores bonitas.

Os vasinhos minúsculos foram oferta de uma florista que ficou encantada com a doçura da nossa Fada! Trouxe uma série deles para casa (a florista não os queria por serem demasiado pequenos) mas a Rafaela ficou em êxtase porque era mesmo disto que precisava! Vasinhos queridos (palavras dela!) para semear o seu jardim.

As novas culturas vieram agora fazer companhia ao jacinto que a avó lhe deu, à batata, à cebola, aos trevos e aos cactos (um é do Pingo Doce e o outro comprámos numa frutaria dos chineses que tem flores lindas, lindas, lindas!). 

A modos que é isto. Mal abre os olhos lá vai ela a caminho do seu jardim para registar os progressos 




Fala com elas, mexe-lhes com uma delicadeza incrível... dá gosto ver! Filha mais querida 




Depois de semear coloca etiquetas em cada vaso porque agricultora que se prese não se perde na horta!



Copos, caixas, tudo serve para a Fada semear mais qualquer coisa...


Até trevos já temos por aqui! Neste barril amarelo colocou um pedaço de terra que trouxe da rua e semeou um caroço de azeitona. O caroço nunca deu nada.... no seu lugar nasceram trevos :-)


No fim prometeu-me que as culturas vão ficar por aqui porque daqui a pouco já não sei o que fazer a tanto vaso. Da cozinha já passaram todos para o seu quarto porque "Aqui neste cantinho estão mais seguros! Aqui ninguém vai esbarrar com as minhas plantas!". Traumas de quem chorou baba e ranho há dois anos quando o papá, ao abrir a janela, lhe espatifou o tomateiro que trouxe da escola. Foi um drama medonho cá em casa :( Lembram-se? Um post que vale a pena rever aqui


Vamos lá ver o que é que daqui sai :-)

Também nos podem seguir no  Instagram e Facebook


3 comentários:

  1. Que fofura esta menina! Adorei o post!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos veterinária ou agricultora de certeza :-))))

      Eliminar
  2. Olá! Hoje fiz um post ao qual gostaria, com toda a sinceridade, de receber respostas de mães de referência. No caso de ter tempo:

    http://miliuma.pt/18-olhe-por-favor-posso-ser-mae-4879

    Obrigada!
    Helena Canhoto

    ResponderEliminar