quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Adeus avó Zeza

A morte é a única certeza que temos na vida. Para mim é sinónimo de fim e escuridão. Não a consigo aceitar... muito menos quando arrasta aqueles que mais amamos. Esta semana levou consigo a minha sogra. É tempo de me entregar ao silêncio e ao calor da família para aquietar a minha alma e reencontrar o meu equilíbrio. Colecionem momentos e não coisas. Dêem valor ao que realmente tem valor e não percam tempo com futilidades porque no fim, quando tudo acaba, só restam os momentos para recordar. Recordar é viver... e viver é uma bênção que não deve ser desperdiçada. Foquem o essencial e desfoquem o supérfluo, sempre.


2 comentários: