quarta-feira, 26 de abril de 2017

Cenas queridas que se vêem cá em casa #10


É assim quase todas as sextas feiras. Chega da escola estoirada e sem paciência (sobretudo se passarem a tarde a dar matemática!). Quando lhe pergunto se quer ir até ao jardim ou andar de bicicleta, responde-me com um ar doce mas seguro, próprio de quem já sabe muito bem o que quer: "Não me apetece mamã. Quero mas é ir para casa relaxar!"

Está a crescer. Já começa a sentir o "peso" das semanas e a necessidade de desligar à sexta. E assim é. Preparo-lhe uma taça com pedaços de fruta e ela aterra no sofá a ver televisão até à hora do banho. A raposinha aninha-se no seu peito e ali ficam as duas neste mimo que dá gosto ver. Um mimo que só é interrompido por volta das 19h00, quando a chata da mamã a chama para a banheira. A seguir desliga-se a televisão, ouve-se música e janta-se tranquilamente. O jantar é aquele momento do dia em que estamos todos juntos. Não há ecrãs, notícias, nem mundo. 

Durante a semana é igual mas não há televisão depois das aulas (só na sexta feira é que tem direito a este relax em frente ao ecrã). Durante a semana faz os TPC, vamos até ao jardim com a Amélie, desenha, lê, pinta, recorta e gasta metros de fita cola nas suas criações, alimenta os caracóis, rega a "horta", ajuda-me na cozinha e só está autorizada a ver televisão uma hora antes de jantar. Porquê? Porque a TV em excesso limita as crianças e rouba-lhes a capacidade criativa. A infância não se repete e cabe a nós, pais e educadores, permitir que dêem asas à imaginação, à criatividade, à brincadeira e ao diálogo... porque uma coisa é certa, têm a vida toda para queimar as pestanas em frente aos ecrãs (como nós queimamos diariamente!).

Também nos podem seguir no  Instagram e Facebook

1 comentário:

  1. Ótima regra de rotina.
    Nem sempre é fácil de impor, muitas vezes os pequenitos reclamam, mas é o melhor para eles.
    Beijinhos e continuem. :)

    ResponderEliminar