quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Monstros reais #6


Não consigo lidar com o sofrimento, muito menos com o sofrimento de inocentes que vão parar às mãos de gente que nem merece o ar que respira. Fico doente dos nervos com estas coisas (por isso é que vejo cada vez menos televisão e afins). Sinto uma revolta interna que me põe a chorar de raiva e me dá vontade de gritar ao mundo para que governos e autoridades comecem a tomar medidas severas contra estes crimes hediondos. Isto para vos dizer que hoje de manhã, ao abrir o facebook, deparei-me com esta notícia aqui, aqui e aqui que me estragou o dia. A imagem daquele pobre animal não me sai da cabeça :(

"Um homem de 47 anos foi detido em Espanha, por matar um cão ao arrastá-lo durante vários quilómetros. O pastor alemão encontrava-se atado com uma corda nas patas traseiras, num automóvel todo-o-terreno. O condutor foi abordado pela Guarda Civil espanhola, quando circulava na estrada A-8201, em Jimena de la Frontera, Cádiz.  De acordo com as autoridades, o animal não tinha 'microchip' e apresentava "um lastimável estado físico". O homem que foi detido, enfrenta agora uma acusação de maus tratos a animais".

Minha Nossa Senhora! Como é que alguém pode amarrar um cão à traseira de um automóvel e começar a circular enquanto o bichinho se desfaz no asfalto? O que é que leva uma pessoa a cometer uma atrocidade destas? O Homem é o único ser vivo que tem a capacidade de se colocar no lugar dos outros (daí o ditado, não faças aos outros aquilo que não gostarias que te fizessem a ti) porque nascemos munidos de inteligência e temos a perfeita noção do sofrimento físico e mental que podemos causar a terceiros através dos nossos atos.

Este demónio já foi detido mas tenho a certeza que o peso da pena nunca será proporcional ao horror que cometeu. Quem me dera ter o poder de me transformar numa heroína de banda desenhada para fazer justiça no mundo real. Adorava encarnar numa espécie de Anjo Vingador para sobrevoar o mundo e banir da face da terra todos aqueles que ousassem atentar contra a vida. O mundo ficaria definitivamente muuuuuito mais leve e feliz.

De qualquer forma, não tenho super poderes mas tenho o blog que chega a milhares de pessoas e não serve apenas para publicar coisas bonitas. Neste espaço também faço questão de partilhar o que me atormenta e apontar o dedo a estes comportamentos aberrantes que merecem ser debelados da nossa sociedade. Não tenham medo de denunciar quem comete estas barbaridades. Não fiquem impávidos e serenos a olhar para o vosso umbigo ou a filmar estas cenas medievais para partilharem nas redes sociais. Nestas situações cada segundo é precioso e a primeira coisa a fazer é AGIR.


E é nestes momentos que me enrosco à nossa raposinha e lhe sussurro como se ela me pudesse entender: "Sabes meu amor, quem te abandonou nem sabe o que perdeu! Só os Homens com H grande são dignos da lealdade que a tua espécie tem para nos oferecer".

Também nos podem seguir no  Instagram e Facebook

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Os monstros até engoliram o S!!!! Obrigada pelo reparo :)

      Eliminar
  2. Estas notícias só me fazem gostar ainda mais dos patudos! como diz o meu pai !quanto mais conheço o ser humano, mais amo os animais!"
    a nossa menina também é uma recolhida
    ainda hoje de manhã comentava com o meu marido o quão inteligente ela é - enquanto estou a tomar o pequeno almoço com o meu filho ela não sai da cama, mas mal eu saio da mesa ela vai ter com ele e isto porquê? porque sabe que enquanto estou na mesa não lhe deixo dar pão, assim que eu saio lá vai ela pedinchar o seu bocadinho de pão :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São incríveis! Têm a perfeita noção das nossas rotinas e sabem muito bem como agir com cada membro da família. Só lhes falta mesmo falar :)

      Eliminar