terça-feira, 14 de novembro de 2017

Um presente para sempre


Tenho pena que haja quem prefira colecionar coisas ao invés de colecionar momentos. Tenho pena que haja quem prefira desembolsar uma quantia escandalosa por uma peça de roupa ao invés de investir, por exemplo, numa sessão fotográfica. Tenho pena. Porquê? Porque vivemos num mundo onde se dá cada vez mais importância ao que não tem valor. Um mundo onde o verbo ter se sobrepõe ao verbo viver. Os momentos são arte em movimento e a arte tem um valor inestimável. Há coisa melhor que eternizar o que nos faz feliz? As coisas perdem o interesse, passam de moda e desviam-nos a atenção daquilo que é realmente importante MAS os momentos permanecem e são o backup da nossa felicidade. E foi isso que fiz questão de oferecer à Carlota quando fez 40 anos e reuniu aqui família e amigos.

Nessa noite disse-lhe que o meu presente seria uma sessão fotográfica à sua escolha porque sei o valor que ela dá aos momentos, à família e à felicidade que as recordações lhe proporcionam. Ficou super emocionada e disse-me logo que ficava agendada para o Natal no Museu das Crianças. E foi no cenário mágico da sua própria autoria que a fotografei no sábado passado com a família. Aqui fica uma pequena amostra deste presente que fica para sempre 




















Entretanto, as sessões de Natal continuam a decorrer no Museu das Crianças (neste cenário querido, querido, querido!) e já só restam estas vagas:

19 de novembro (domingo): 15h00
25 de novembro (sábado): 11h00 / 11h30 / 15h00
26 de novembro (domingo): 11h00
1 de dezembro (sesta feira): 15h00

Também nos podem seguir no  Instagram e Facebook

4 comentários:

  1. Pena porquê? E que tal respeitar o gosto dos outros? Já pensou se toda a gente gostasse do amarelo? (Eu adoro). Eu, por exemplo, detesto ver crianças com unhas pintadas e óculos escuros na cabeça. Não têm segundo a minha ótica, idade para tal. No entanto, há quem goste. E eu só tenho que respeitar. Eu dou 600 ou 700 euros por uma mala. E porquê? Porque gosto e posso. E essas malas são intemporais e duram eternidades. Também já dei 1200 euros por uma gabardina, e esta já conta com mais de 5 anos e parece que saiu ontem da loja. Também dou 100 euros por um par de calças e estas duram anos. O que interessa dar 10 euros por uma peça de roupa que depois de lavada já não tem graça nenhuma? Pagaria de bom grado uma sessão fotográfica aos meus filhos, mas para mim nunca. E porquê? Porque fico sempre muito mal nas fotos. Cada um tem direito aos seus gostos e opiniões e há que saber respeitar. Eu nunca exporia os meus filhos ou a minha vida na net. E há montanhas de gente que o faz e depois ficam muito ofendidas quando há opiniões contrárias. Enfim... viver é difícil.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pena porquê? Não leu o post???? Basta dar-se ao trabalho de interpretar o que escrevi. Não desrespeitei ninguém, apenas constatei um facto. Aliás, os comentários que a senhora deixa constantemente no meu blog só revelam o vazio espiritual que vai neste mundo!

      Eliminar
    2. Não admira que a Miss Maria Tomás fique sempre mal nas fotos kkkkk! Com esse azedume deve ser uma pessoa horrível por dentro e por fora! Cabo-lhe a educação Paula e a forma tão simples e genuína com que encara a vida. Continue assim, é um ser humano admirável!

      Eliminar
  2. Estou aqui de queixo caído com o primeiro comentário: a comentadora diz que não expõe a vida dela na net mas indica o preço dos artigos que compra (o que acho das coisas mais deselegantes de se fazer) não é o preço dos artigos que os faz ficarem bem ou não na pessoa mas sim a luz própria de cada pessoa que faz os artigos brilharem ou não, e pelos vistos se essa comentadora diz que nunca fica bem nas fotos é porque se calhar não tem o tal brilho, eu se fosse a ela revia as prioridades de vida mas isso é lá com ela.
    Quanto a esta sessão fotográfica achei linda e sem dúvida um presente de preço inquestionável.
    Quem não gosta de ver e rever fotos maravilhosas como estas? São uma memória que fica e perdura no tempo.
    Parabéns mais uma vez pelo seu exímio trabalho Paula.
    Bjs

    ResponderEliminar